Zona do euro deve sofrer contração de 8,7% de acordo com Comissão Europeia

ANÚNCIO

Há pouco mais de um mês da retomada completa da economia, os países europeus podem estar enfrentando o seu pior momento. Nesta terça-feira (7), a Comissão Europeia projetou recuo da economia da zona do euro.

O Produto Interno Bruto (PIB) de quatro das economias de peso do bloco econômico europeu apresentaram retrações que juntas somam mais de 42%. Para reverter os prejuízos causados pela pandemia, Alemanha e França pressionam o fechamento das negociações do Fundo de Recuperação.

ANÚNCIO

A previsão é de que o encontro entre os membros da União Europeia ocorra ainda este mês, em Bruxelas. Recentemente, o primeiro-ministro da Itália afirmou que o bloco econômico precisa apresentar uma resposta rápida e eficaz aos impactos econômicos causados pelo coronavírus.

Zona do euro deve sofrer contração de 8,7% de acordo com Comissão Europeia
Fonte: (Reprodução/Internet)

Acompanhe as últimas notícias sobre a economia europeia e quais são os fatores determinantes para uma possível recuperação.

Queda no PIB dos países da União Europeia

A Comissão Europeia, órgão vinculado à UE, informou esta semana que a economia dos países da zona do euro irá recuar 8,7% em 2020. Esta retração é maior do que a anunciada em maio, prevista em 7,7%.

ANÚNCIO

De acordo com os representantes do bloco em Bruxelas, os tempos ainda são de incertezas e não se sabe ao certo por quanto tempo mais a pandemia irá perdurar. O cenário gera um impasse em relação às ações de prevenção e retomada de atividades, deixando em aberto a possibilidade de retornar aos níveis de isolamento social.

O PIB dos principais pilares da economia da União Europeia caiu significativamente. Na França caiu 10,6%, na Espanha, 10,9%, em Portugal, 9,8% e na Itália o pior índice, 11,2%. Por outro lado, a Alemanha, apresentou recuperação e segundo a projeção, teve o recuo de apenas 6,3%.

Fatores que atrasam o desempenho econômico

De acordo com a Comissão Europeia, dois fatores têm sido determinantes para o atraso da retomada do desempenho econômico da Europa: o Brexit e Fundo de Recuperação. Até o momento, o Reino Unido e o bloco econômico não entraram em consenso sobre como ficará a relação de comércio após a conclusão da saída dos ingleses da UE.

ANÚNCIO

Zona do euro deve sofrer contração de 8,7% de acordo com Comissão Europeia
Fonte: (Reprodução/Internet)

Para os funcionários diplomáticos, a ausência de acordo irá impactar diretamente no desempenho dos países europeus. Somando a esta questão, existe um impasse em finalizar o plano de recuperação das economias do continente afetadas pelo coronavírus.

A previsão é que sejam destinados 750 bilhões para esta iniciativa, que será pauta da reunião que ocorrerá ainda este mês. Segundo o portal G1, especialistas acreditam que a medida de recuperação pode causar maiores desentendimentos entre os membros do bloco diante da necessidade de uma solução que seja eficaz para todos os países.

Por fim, mesmo com os fatores negativos mencionado, a Comissão Europeia acredita que a retomada econômica irá acontecer e o relaxamento das ações de contenção influenciarão positivamente no desempenho da Europa.

ANÚNCIO