Volta do futebol no Rio pode indicar bom sinal para retomada da economia

ANÚNCIO

Sabemos que o futebol é a maior estrela do nosso país. Somos conhecidos mundialmente por esta modalidade de esporte. Todos os anos temos os campeonatos cariocas, paulistas e brasileirão, que reúne os times de todo o Brasil.

No entanto, no final de março de 2020, de repente as luzes dos estádios não mais foram acesas e as arquibancadas ficaram vazias. As grandes atrações do entretenimento dos brasileiros foram suspensas por tempo indeterminado.

ANÚNCIO

Depois de quase três meses, as discussões sobre o retorno do futebol começam a ser realizadas. A grande atenção está sobre os times do Rio de Janeiro. Há quem diga que a volta das competições no estado traz otimismo quanto à retomada da economia.

futebol
Fonte:(reprodução/internet)

Volta do futebol no Rio pode indicar bom sinal para retomada da economia. Saiba sobre as últimas notícias da liberação dos jogos nas principais cidades do esporte no país. Confira também o que vem sendo falado sobre o seu retorno desta atividade.

Liberação da atividade esportiva no Rio e São Paulo

No mês de junho, a discussão sobre a retomada dos jogos de futebol tomou grandes proporções. Como os últimos dias foram marcados pela reabertura da economia e a volta do funcionamento do comércio, o esporte também foi pauta no que tange ao retorno das atividades.

ANÚNCIO

Depois de análises feitas pelo governo do Rio de Janeiro, diversas diretrizes foram estabelecidas para que o esporte volte a fazer parte da vida dos brasileiros. De acordo com o G1, as novas regras entrarão em vigor nesta semana.

O estado adotou a retomada dos estabelecimentos comerciais e serviços de forma gradual. O atual prefeito da cidade Marcelo Crivella anunciou a liberação das competição futebol, sem a presença do público, e que a primeira partida já iria ocorrer nesta quinta-feira (18).

No entanto, nada foi confirmado a respeito do evento. De acordo com fontes da página, ocorrerá uma reunião em breve que irá estabelecer o futuro do Campeonato Carioca. Tudo indica que os jogos poderão ser assistidos presencialmente por um terço da torcida no mês de julho.

ANÚNCIO

futebol
Fonte:(reprodução/internet)

A mesma medida se enquadra na realidade da cidade de São Paulo. O governador João Dória irá se pronunciar sobre o retorno dos treinos dos times locais. Assim como o Rio, foram adotadas medidas para que as atividades voltassem a acontecer.

De acordo com a Federação Paulista do Futebol, a retomada será também gradual e que diversos cuidados na higienização e prevenção dos jogadores. Foi divulgado também, os testes constantes para a constatação da presença de qualquer vírus.

Influência na economia

A volta do futebol principalmente no Rio, que é a cidade que sempre está em evidência tanto no país como no exterior, transmite a sensação do retorno à vida “normal”. Sabemos ainda, que este esporte traz grandes lucratividades e visibilidade ao Brasil.

Há quem diga que o retorno dos jogos cariocas podem refletir positivamente na economia e no mercado brasileiro. O pensamento é de que quanto mais otimista for a realidade por aqui, mais isso irá ser visto com bons olhos por nós e pelo mundo.

Críticas à retomada dos jogos

Apesar da animação com a volta dos jogos de futebol, existem pessoas que não concordam com a determinação e fazem duras críticas. Exemplo disso foi o pronunciamento dado pelo político Eduardo Paes.

O ex-prefeito abordou o posicionamento dos times cariocas Vasco e Flamengo na concordância da reabertura dos estádios. Segundo o portal Uol, Eduardo acredita que a volta dos jogos é o mesmo que desafiar a ciência.

Disse mais, alegou que a liberação das atividades esportivas expõe a vidas dos atletas ao perigo de uma contaminação do vírus e um eventual óbito. Levou também o conceito sobre o futebol também ser uma economia.

Disse que concorda com a preocupação de grandes times como o Flamengo,que fazem altíssimos investimentos , e não vêm possuindo retorno financeiro devido à suspensão dos jogos. Mas, acredita na retomada responsável das competições.

É válido levantar uma comparação com países como Espanha e Alemanha que retomaram o esporte recentemente.  Especialistas apontam que o pico nesses países já passaram e que o Brasil se encontra em uma realidade diferente, mostrando uma inviabilidade na volta dessas atividades.

Preocupações dos impactos financeiros no esporte

O quadro previsto para o esporte queridinho do país não é muito bom. A pandemia trouxe prejuízos bilionários para o futebol no ano de 2020. Consequência disso são os acordos de redução de salários dos atletas.

Diversos times vêm enfrentando seríssimos impactos com a suspensão das competições. Algumas equipes que não andavam bem nas finanças estão passando por um período crítico, como por exemplo, o time carioca Vasco da Gama.

A Confederação Brasileira de Futebol tem dado assistência fiscais aos clubes como um todo, possibilitando a renegociações de dívidas e concessão de créditos. Conforme reportagem da Época Negócios, a suspensão do calendário de jogos causou recuo de 2 bilhões de reais.

O principal motivo desta retração é a ausência de venda dos ingressos para os eventos esportivos. Para os especialistas deste ramo, poucos times brasileiros conseguiram ter recursos financeiros para “se apresentar de forma digna”.

Dessa forma, temos por um lado a questão da saúde e crescimento da onda de contágio no país, e do outro atletas e profissionais do futebol que vivem deste mercado. O retorno do calendário dos jogos pode ter sido conquistado agora, mas nada indica que irá perdurar diante do atual cenário de contaminação no Brasil.

ANÚNCIO