Vacina da AstraZeneca (A1ZN34) e Oxford será vendida por US$ 3 a US$ 4

ANÚNCIO

Segundo o jornal Financial Times, a farmacêutica AstraZeneca (A1ZN34) e a Universidade de Oxford venderá vacina contra Covid-19 será negociada no valor entre US$ 3 a US$ 4 cada dose

A fonte informou que o preço foi definido conforme parâmetros de fornecimento de medicações e de acordo com a faixa de valor de outros imunizantes contra o vírus. 

ANÚNCIO

A vacina AstraZeneca/Oxford ainda estará sujeita à análise dos órgãos reguladores. Os resultado dos testes mostraram nível de eficácia próximo ao percentual de outras empresas e foram divulgados com base dos ensaios clínicos executados no Reino Unido e no Brasil. 

Vacina da AstraZeneca (A1ZN34) e Oxford será vendida por US$ 3 a US$ 4
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: Sinovac trava batalha judicial contra acionistas

Vacina da AstraZeneca (A1ZN34) será mais barata para países em desenvolvimento

Consoante às informações do Financial Times, AstraZeneca fechou acordo para vender sua vacina a preço de custo e em caráter permanente aos países em desenvolvimento.

ANÚNCIO

 A farmacêutica irá produzir até 3 bilhões de doses do imunizante no ano que vem. Os regimes de dosagem podem variar de acordo com o órgão regulador de saúde de cada país com a possibilidade de oferecer maior quantidade de doses. 

Conforme dados da empresa, a vacina poderá ser armazenada por longos período na temperatura mínima de 2ºC e máxima de 8ºC, nível comum de refrigeração. 

Farmacêutica afirma que imunizante é até 70% eficaz

Também, a AstraZeneca informou que sua vacina mostrou ser até 70% eficaz nos ensaios clínicos, percentual abaixo do apresentado por outras farmacêuticas com eficácia de até 90%.

ANÚNCIO

Por outro lado, as concorrentes na corrida pela prevenção do vírus declararam que seus imunizantes precisariam de armazenamento de até -70º, o que para o Brasil pode ser uma dificuldade devido à ausência de recursos para a refrigeração nessa temperatura.

Fique por dentro: Sputnik V terá fabricação de 1 bilhão de doses

ANÚNCIO