Tesla (TSLA34) processa governo dos EUA para derrubar tarifas de importações na China

ANÚNCIO

De acordo com a CNBC, a Tesla (TSLA34) está processando o governo dos Estados Unidos e o representante do comércio americano, Robert Lighthizer. 

A iniciativa visa tirar as tarifas impostas pelo presidente Donald Trump sobre os itens importados da China pela empresa. A fabricante de veículos elétricos solicitou a anulação de dois lotes de tarifas do governo. 

ANÚNCIO

De acordo com a ação movida na Corte Internacional do Comércio dos EUA, a Tesla (TSLA34) também requereu a restituição dos valores pagos com juros. 

Tesla (TSLA34) processa governo dos EUA para derrubar tarifas de importações na China
Fonte: (Reprodução/Internet)

Tesla (TSLA34) acusa o governo de realizar tarifação arbitrária 

De acordo com os advogados da Tesla (TSLA34), a imposição de tarifas sobre as mercadorias importadas da China foi arbitrária. Para a empresa, o governo dos EUA bem como o representante comercial Robert Lighthizer não consideraram fatores relevantes para a iniciativa. 

Segundo as normas americanas, os produtos importados pela montadora tem incidência de 25% dos impostos sobre US$ 200 bilhões de itens vindos da China.

ANÚNCIO

E em outras classes de produtos, também são fixadas tarifas de 7,5% sobre US$ 120 bilhões dessas importações. As mercadorias importadas pela Tesla (TSLA34) variam de matérias-primas a componentes eletrônicos. 

O processo não descreve sobre quais itens a Tesla (TSLA34) pagou referente à possível tributação arbitrária, nem quais valores foram pagos. 

Ações da Tesla (TSLA34) despencam mais de 7%

Em meio à divulgação da ação movida contra o governo americano, as ações da Tesla (TSLA34) caíram 7,5% eliminando mais de US$ 30 bilhões em valor de mercado. O principal fator para a baixa dos ativos foi a divulgação do novo produto da marca. 

ANÚNCIO

Após ter projetado recorde de entrega de veículos, o CEO Elon Musk apresentou ao mercado “Battery Day”. O executivo estabeleceu metas elevadas para o lançamento, mas sua execução a curto prazo pareceu nebulosa para os investidores. 

ANÚNCIO