Tesla (TSLA34) – Cobras adormecidas impedem expansão de Gigafactory na Alemanha

ANÚNCIO

Cobras em hibernação estão complicando os planos de Elon Musk para a construção de uma gigafábrica perto de Berlim.

Um tribunal alemão disse à Tesla (TSLA) para suspender o desmatamento de uma floresta no local da fábrica proposta, depois que ambientalistas disseram que cortar mais árvores poderia colocar cobras que hibernam em risco.

ANÚNCIO

A Tesla (TSLA) se recusou a comentar. O Landesumweltamt (autoridade ambiental estadual) divulgou uma nota na terça-feira (8), e não quis tecer mais comentários acerca do assunto.

Tesla (TSLA34) - Cobras adormecidas impedem expansão de Gigafactory na Alemanha
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja mais: Quem é Elon Musk? Infância, ascensão e conquistas do dono da Tesla (TSLA34)

Tesla (TSLA) depende de aprovação das autoridades locais

A Tesla (TSLA) anunciou planos em 2019 para construir sua primeira fábrica europeia e centro de design em Gruenheide, fora de Berlim, com planos de tê-la instalada e funcionando em 1 de julho de 2021.

ANÚNCIO

Musk, que transformou a empresa de uma start-up na montadora mais valiosa do mundo no espaço de 16 anos, está acostumado a se mover rapidamente. A Xangai Gigafactory da companhia passou de um terreno baldio para a construção de carros em escala em apenas 11 meses.

A decisão de localizar a primeira fábrica europeia da empresa perto de Berlim dá ao pioneiro dos carros elétricos nos Estados Unidos o cobiçado rótulo “Fabricado na Alemanha”, mas também significa seguir as regras de planejamento locais.

A permissão da Tesla para iniciar a construção depende de uma aprovação condicional das autoridades locais, que são obrigadas a consultar grupos ambientais e a comunidade.

ANÚNCIO

Ativistas ambientais citam perigo às espécies

“O Landesumweltamt e a Tesla agora serão consultados, eles precisam apresentar observações até esta tarde e então avaliaremos a situação”, disse um porta-voz do tribunal administrativo em Frankfurt an der Oder, no leste da Alemanha, na terça-feira.

A Tesla (TSLA) está envolvida em uma auditoria ambiental, um processo demorado em um país onde a atenção aos detalhes é valorizada.

Ativistas ambientais de um grupo local, NABU, estão preocupados que a cobra lisa, também conhecida como Coronella austriaca, possa estar hibernando no solo do local e que a atividade de corte de árvores possa perturbar seu sono de inverno.

As autoridades locais também estão analisando as alegações da NABU de que Lacerta agilis, também conhecidos como lagartos da areia, podem ser colocados em risco pela expansão da montadora.

Moradores cobram garantias da Tesla (TSLA)

No início de outubro, a Tesla (TSLA) reservou três dias para sondar os moradores e potenciais críticos da fábrica, mas o processo de consulta durou oito dias e 414 reclamações e observações foram feitas.

Os moradores estavam preocupados que a Gigafactory, especialmente depois que começasse a construir células de bateria, seria um dreno nos recursos hídricos locais e queriam garantias da companhia de que o consumo seria limitado.

Em resposta, a Tesla (TSLA) concordou em cortar o consumo de água para 1,4 milhão de metros cúbicos, ante 3,3 milhões de metros cúbicos.

O Tagesspiegel de Berlim foi o primeiro a relatar que a empresa foi ordenada a suspender o desmatamento da floresta.

Leia também: Wish planeja IPO de US$ 1,1 bilhão

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: Reuters.

ANÚNCIO