Tesla (TSLA) atinge valor de mercado de US$ 40 bilhões

ANÚNCIO

No pré-market desta terça-feira (17), os papéis da Tesla (TSLA) subiram mais de 14% adicionando cerca de US$ 40 bilhões ao valor de mercado da montadora.

O desempenho também deu outro impulso à fortuna do bilionário CEO Elon Musk. O americano viu seu capital disparar com US$ 15 bilhões em 24 horas.

ANÚNCIO

De acordo com a Bloomberg, com este valor a fortuna do magnata alcançou a marca de US$ 117 bilhões. No pregão passado, as ações Tesla chegaram a saltar 14% no Nasdaq. (IXIC)

Tesla (TSLA) atinge valor de mercado de US$ 40 bilhões
Fonte: (Reprodução/Internet)

Leia mais: Elon Musk diz que Tesla quase vai à falência

Tesla (TSLA) terá ações listadas no S&P (INX)

Após o fechamento do pregão que marcou o novo valor de mercado da montadora, o índice S&P 500 (INX) confirmou que acrescentaria a Tesla (TSLA) ao principal índice de Wall Street a partir de 21 de dezembro.

ANÚNCIO

De acordo com Refinivit, com a avaliação de US$ 400 bilhões a capitalização de mercado da montadora de veículos elétricos é cem vezes maior que as empresas menores do S&P 500 (INX).

“Potencialmente, um dos empecilhos em adicionar Tesla ao S&P foi o preço elevado das ações. O recuo recente da ação oferece uma melhor oportunidade para os rastreadores do índice construírem posições”,  escreveu Dan Levy, analista do Credit Suisse (C1SU34).

Leia também: Papéis da Tesla avançam com divulgação de lucro recorde

ANÚNCIO

Valor de mercado pode chegar a US$ 440 bilhões

Se os ganhos pré-mercado se mantiverem, o valor da Tesla pode chegar a US$ 440 bilhões, mais do que os ganhos do próprio S&P da segunda-feira após as notícias sobre a vacina contra Covid-19 da Moderna (M1RN34).

Tesla (TSLA) atinge valor de mercado de US$ 40 bilhões
Fonte: (Reprodução/Internet)

O aumento meteórico das ações da companhia atraiu ceticismo de alguns investidores, que temem que sua forte avaliação não reflita os enormes desafios que ainda enfrenta.

Especialistas de Wall Street também relutaram em abraçar o bilionário Elon Musk, cujo uso não filtrado do Twitter levou a um desentendimento com a CVM dos EUA. Porém, a adição da Tesla ao S&P 500 é um indicador de quão longe a empresa  avançou.

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: Reuters e CNN.

ANÚNCIO