Stellantis (STLA) chega a US$ 47,3 bilhões em seu lançamento europeu

ANÚNCIO

A Stellantis (STLA), produto da fusão de US$ 52 bilhões entre a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e a Peugeot (UG), foi bem recebida por investidores europeus em seu primeiro dia de negociações na segunda-feira (18). 

As ações da quarta maior montadora do mundo em volume, criada após a fusão ser finalizada no sábado (16), subiram 7,5% nas negociações da tarde após seu lançamento nas bolsas de valores de Milão e Paris.  

ANÚNCIO

As ações listadas em Milão começaram a ser negociadas a 12,758 euros por ação, com valor de mercado de 39,2 bilhões de euros (US$ 47,3 bilhões), e à tarde os negócios na Europa subiam a 13,55 euros por ação. 

Stellantis (STLA) chega a US$ 47,3 bilhões em seu lançamento europeu
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja mais: Peugeot (UG) e Fiat (FCA) aprovam fusão

Stellantis (STLA) quer fornecer inovação a clientes

Em um lançamento virtual no site da Borsa Italiana (FTSEMIB), o CEO da Stellantis (STLA), Carlos Tavares, ex-CEO do Grupo PSA, disse que a fusão agregaria 25 bilhões de euros em valor aos acionistas nos próximos anos devido aos cortes de custos projetados. 

ANÚNCIO

“Todos os nossos funcionários e nossas equipes de gestão estão totalmente focados na criação de valor que está embutido na fusão da FCA-PSA e na criação da Stellantis”, disse Tavares.

O presidente John Elkann disse que a próxima década provavelmente redefinirá a mobilidade como a conhecemos, e que a Stellantis (STLA) tem a escala, recursos, diversidade e conhecimento para capturar com sucesso a oportunidade desta nova era no transporte. 

“Nossa ambição é construir algo único, algo grande, fornecendo aos nossos clientes veículos e serviços de mobilidade diferenciados, seguros, convenientes, inovadores e sustentáveis, declarou Elkann.

ANÚNCIO

Lançamento na NYSE acontecerá após feriado

As ações serão lançadas em Nova York quando Wall Street abrir na terça-feira (19), com os mercados dos EUA fechados na segunda-feira por um feriado, após o qual Tavares dará sua primeira entrevista coletiva como CEO da Stellantis (STLA). 

O lançamento marcou o ponto culminante das negociações de acordos que começaram em 2018 e ocorre no momento em que a indústria automobilística busca navegar por uma mudança na demanda do consumidor por veículos elétricos. 

Antes da transação, o S&P Global Ratings elevou a classificação de crédito da FCA, prevendo que a Stellantis (STLA) se beneficiaria de maior escala e diversidade geográfica e uma forte estrutura de capital. 

De acordo com a nota divulgada por analistas do S&P, Vittoria Ferraris e Margaux Pery, a entidade combinada terá um balanço patrimonial sólido, boas perspectivas de fluxo de caixa livre e grande reserva de liquidez.

Grupo permanecerá exposto a riscos da Covid-19

Ainda segundo as analistas do S&P Global Ratings, a posição de caixa líquido da Stellantis (STLA) ficará em torno de 14 bilhões de euros em uma base não ajustada.

Isso fornecerá ao grupo uma proteção considerável às condições de mercado, que permanecerão expostas aos riscos de restrição de mobilidade associados à Covid-19 durante o primeiro semestre de 2021, e podem sofrer com a redução gradual do apoio governamental.

Leia também: General Motors (GM) aumenta gastos com veículos elétricos para US$ 27 bilhões

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fontes: CNBC e SeekingAlpha.

ANÚNCIO