Ibovespa (IBOV) cai após Senado derrubar veto de Bolsonaro

ANÚNCIO

Esta quinta-feira (20) já começou difícil para o mercado financeiro. O Ibovespa (IBOV) começou o dia operando em queda após Senado derrubar veto do presidente Jair Bolsonaro sobre o reajuste de funcionários públicos durante a pandemia.

Com a decisão dos senadores, o governo tenta reunir base aliada na Câmara de Deputados que ainda irá discutir a proposta do aumento salarial dos servidores.

ANÚNCIO

O ministro da Economia, Paulo Guedes, em coletiva de imprensa se manifestou contra a deliberação do Senado e afirmou estar torcendo para que os deputados mantenham o veto de Bolsonaro.

Ibovespa (IBOV) cai após Senado derrubar veto de Bolsonaro
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja a repercussão da decisão legislativa no Ibovespa (IBOV). 

Guedes e Bolsonaro se manifestam sobre decisão

Em maio, Bolsonaro sancionou lei complementar para liberação de 60 bilhões de reais para estados e municípios com o objetivo de amparar os entes dos impactos da Covid-19. Porém, no mesmo texto legislativo estava previsto o aumento salarial para servidores públicos, o que foi vetado pelo presidente da república.

ANÚNCIO

Como procedimento regular no âmbito legislativo, o veto passou por análise do Senado que não concordou com a iniciativa de Bolsonaro e decidiu pela derrubada do veto presidencial

Após a decisão, o chefe do executivo chegou a falar aos jornalistas sobre impossibilidade de governar o país.

Ontem o Senado derrubou um veto que vai dar um prejuízo de R$ 120 bilhões para o Brasil. Então, eu não posso governar um país se (a derrubada) desse veto for mantida na Câmara, é impossível governar o Brasil”, disse o presidente. 

ANÚNCIO
Ibovespa (IBOV) cai após Senado derrubar veto de Bolsonaro
Fonte: (Reprodução/Internet)

Paulo Guedes também se manifestou sobre a deliberação dos parlamentares. O ministro da Economia afirmou que destinar verbas da saúde para aumento salarial é crime contra o Brasil.

Pegar dinheiro de saúde e permitir que se transforme em aumento de salário para o funcionalismo é um crime contra o país“, declarou Guedes à imprensa. 

Ibovespa (IBOV) opera abaixo de 100 mil pontos 

Após os pronunciamentos de Bolsonaro e Guedes, os investidores viram o impasse no poder público como uma ameaça às reformas fiscais. 

Com isso, o Ibovespa (IBOV) começou o pregão com queda de 1,50%, operando abaixo dos 100 mil pontos e com cotação do Dólar a níveis alarmantes, chegando próximo aos valores registrados nos piores meses da crise do coronavírus. 

  • Ibovespa: 99.337 pontos, às 10h15
  • Dólar comercial: salto de 2,01%, a 5,64 reais (compra) e 5,64 reais (venda).
  • Dólar futuro (setembro): alta de 1,56%, a R$5.64.

Outro fator que impactou negativamente o mercado global foi o comunicado do banco central americano (Federal Reserve), que deu como incerta a recuperação da economia dos Estados Unidos após os prejuízos causados pela pandemia. 

No Brasil, estima-se que o mercado se mantenha pessimista até a Câmara dos Deputados deliberar sobre a questão do reajuste. Os parlamentares irão decidir hoje (20), às 15h, se concordam com a posição do Senado ou se irão manter o veto de Bolsonaro. 

ANÚNCIO