Santander (SANB11) vai relançar fundo sustentável

ANÚNCIO

Com a projeção de baixa na taxa Selic para os próximos meses, diversas instituições vêm traçando metas para reformular suas opções de investimento adequando-as ao novo cenário global.

Uma delas é gestora global Santander Asset Management (SANB11), administradora do banco com o mesmo nome, que comunicou ampliação do portfólio de seus produtos com o objetivo de corresponder às necessidades dos clientes, os quais vêm sendo assediados por marcar rivais.

ANÚNCIO

A instituição está desenvolvendo novidades em seus segmentos, dentre ela a acessibilidade aos investimentos, também produtos do exterior e aplicações sustentáveis. A última, conta com reformulação do Fundo Ethical, conforme informou o CEO Gilberto Abreu, ao Valor Investe.

Santander (SANB11) vai relançar fundo sustentável
Fonte: (Reprodução/Internet)

Acompanhe as novidades do setor de investiento do Santander (SANB11) .

Fundo de investimento responsável do Santander

Segundo o CEO, a frente de sustentabilidade elaborada pelo Santander (SANB11) conta com a inserção dos requisitos de sustentabilidade atendendo aos critérios ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG, sigla em inglês) em todas as opções de fundos de investimento.

ANÚNCIO

Os empréstimos da Asset consideram o estudo de impacto. Gilberto Abreu afirmou que o meio ambiente já era uma preocupação do banco que resultou na criação do primeiro fundo de investimento responsável da América Latina, o Fundo Ethical.

Para ele, a nova etapa trata-se de uma adaptação de tudo que o Santander (SANB11) já vinha fazendo em políticas ambientais com os métodos globais ESG. Essas métricas estão sendo desenvolvidas pela sede do banco na capital da Espanha, Madrid.

Abreu esclareceu que a avaliação ESG foi elaborada usando como referência o padrão internacional, mas que os bancos de cada região poderão fazer adaptações no modelo, de acordo com experiências anteriores na análise dos critérios de sustentabilidade.

ANÚNCIO

A ideia é revisar os fundos imobiliários, fundos de ações e outros, usando a avaliação ESG, além de apresentar de forma transparente ao cliente a escala de sustentabilidade de cada produto.

O novo normal do mercado de ações

Abreu se referiu as ações alterações promovidas pelo Santander (SANB11) como uma tentativa de acompanhar o novo normal do mercado global, que cada vez mais conta com a atuação de investidores que procuram por investimentos que seguem as metodologias ESG.

Santander (SANB11) vai relançar fundo sustentável
Fonte: (Reprodução/Internet)

O Brasil é um exemplo disso, o governo precisou apresentar medidas de preservação do meio ambiente para investidores do exterior, após pressão de uma possível retirada de capital trilionário do país.

Um dos projetos apresentados foi o “Adote um Parque” que tem previsão de oferecer 132 parques nacionais às instituições de iniciativa privada que estejam interessadas na manutenção e conservação dessas áreas verdes, conforme o Valor Investe.

Sustentabilidade e negócios

Com a onda de sustentabilidade, as políticas ambientais passaram a impactar as indústrias de energia, agronegócio e outras, o que evidencia que esta questão se tornou um fator essencial nos investimentos requerendo a atenção dos gestores, declarou o executivo do Santander (SANB11).

Com essas mudanças, o banco avança para relançar o fundo sustentável Ethical ainda em 2020, após finalizar processo de revisão com base nos critérios ESG.

ANÚNCIO