Rubem Novaes renuncia à presidência do Banco do Brasil (BBAS3)

ANÚNCIO

Na sexta-feira (24), Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil, pediu renuncia do cargo que ocupa na instituição desde o início do governo Bolsonaro. O executivo apresentou o pleito ao presidente da república e ao ministro da economia.

Novaes não indica no documento quais teriam sido as razões da abdicação, mas menciona que o banco necessita passar por uma renovação tendo em vista que o sistema bancário do país vem passando por modernizações.

ANÚNCIO

O executivo de 75 anos, que é um dos maiores defensores da privatização do BB (BBAS3), mostrou-se desmotivado com iniciativas governamentais em relação às concessões de créditos às microempresas durante a crise do coronavírus.

Rubem Novaes renuncia à presidência do Banco do Brasil (BBAS3)
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira mais informações sobre a saída de Rubem Novaes da presidência do Banco do Brasil (BBAS3)

O motivo da renúncia de Novaes

O comunicado divulgado pelo Banco do Brasil (BBAS3) informando a saída de Rubem Novaes da instituição não apresentou detalhes sobre o que motivou a decisão do executivo.

ANÚNCIO

Quando questionado pela CNN Brasil, Novaes mostrou descontentamento com a dinâmica das atividades em Brasília.Ele afirmou que não conseguiu se adaptar à política de privilégios, mencionando expressamente o termo “corrupção”.

Durante a conversa, Novaes não especificou qual teria sido o acontecimento que o levou à iniciativa, mas tudo indica que o cenário político na capital federal influenciou seu pedido de renúncia.

Para o executivo, o banco necessita de um administrador mais novo e que esteja atualizado às inovações no sistema bancário. Alguns funcionários próximos à Rubem Novaes declararam que ele se encontrava cansado com o cargo, informou o Valor Investe.

ANÚNCIO

Rubem Novaes renuncia à presidência do Banco do Brasil (BBAS3)
Fonte: (Reprodução/Internet)

O requerimento foi entregue ao ministro da economia, Paulo Guedes, no mês de maio. De acordo com o documento, o presidente da instituição informou que sua saída oficial aconteceria em agosto, após apresentar os relatórios financeiros do primeiro semestre deste ano.

Até o momento, três nomes estão sendo cotados para serem os substitutos de Novaes na presidência da instituição. O primeiro é Hélio Magalhães, atual presidente do conselho de administração do Banco do Brasil (BBAS3).  O segundo é Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal (CEF) e Mauro Neto, executivo do BB (BBAS3).

Ações reagem a notícia

Nesta segunda-feira (27), as ações do Banco do Brasil (BBAS3) iniciaram seu desempenho em queda de 1%, com valor de R$33,62 por ação. A desvalorização já era esperada pelos analistas financeiros,que esperam uma recuperação com a divulgação do sucessor de Novaes.

ANÚNCIO