Petróleo sobe após Trump dizer que ganhou a eleição

ANÚNCIO

Nesta quarta-feira (4), os preços do petróleo subiram quase 3% depois que o atual presidente dos EUA, Donald Trump, alegou vitória na eleição antes do final da contabilização dos votos.  

Conforme análise do mercado de commodities, uma vitória de Trump parece ser otimista para o petróleo em razão das sanções ao Irã e seu apoio aos cortes de petróleo liderados pelos sauditas da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (OPEP+).

ANÚNCIO

Já a vitória do rival democrata Joe Biden pode ser considerada pessimista por causa de suas políticas verdes e postura mais branda em relação ao Irã. 

Petróleo sobe após Trump dizer que ganhou a eleição
Fonte: (Reprodução/Internet)

Leia mais: Ibovespa volta aos 95 mil pontos na expectativa pela disputa eleitoral norte-americana.

Petróleo salta mais de 2% em reta final das eleições 

Em meio à contagem de votos, Trump alegou ter conquistado a reeleição após Biden afirmar que está confiante. O democrata declarou que a corrida pela presidência não será resolvida até que a contagem de votos sejam concluídas nos estados. 

ANÚNCIO
  • Petróleo WTI: +2,66%, a US$ 38,69 o barril;
  • Petróleo Brent:+2,67%, a US$ 40,80.

“A vitória potencial de Trump é otimista para o petróleo, já que a OPEP+ pode continuar cortando sem medo de que o fornecimento de petróleo iraniano volte ao mercado em breve”, disse o especialista Bjarne Schieldrop, do SEB.

Também, o mercado de ações se voltou para alta e os títulos foram negociados com valorização tendo em vista que a contagem de votos mostrou que a eleição está mais próxima de ser concluída do que as pesquisas previam.

Coronavírus prejudica produção do combustível

Recentemente, a Opep e a Rússia consideraram adiar um aumento na produção de petróleo a partir de janeiro já que uma segunda onda de coronavírus sufoca a recuperação na demanda pelo combustível.

ANÚNCIO

Além disso, mais medidas restritivas para o combate ao novo surto podem limitar os ganhos do preço da commoditie. Itália, Noruega e Hungria retomaram diretrizes de distanciamento social, seguindo a Grã-Bretanha, França e outros países.

Traduzido e adaptador por Equipe Folha Capital.

Fonte: Reuters.

ANÚNCIO