Pedidos de seguro desemprego aumentam no Brasil

ANÚNCIO

Nos últimos meses vimos que um dos países com crescente expressiva nos pedidos de seguro-desemprego foi os Estados Unidos. A soma dos requerimentos foi de mais de 30 milhões no mês de abril.

O Brasil vem crescendo neste índice também, no entanto, bem inferior ao americano. Em maio, a solicitação deste benefício aumentou significativamente, indicando a elevação de demissões sem justa causa em meio à crise.

ANÚNCIO

Com a pandemia, muitos negócios não tiveram condições de continuarem suas atividades. A quarentena foi crucial para o fechamento de muitas empresas, o que culminaria um alto número de pessoas desempregadas no país.

seguro desemprego
Fonte:(reprodução/internet)

Pedidos de seguro desemprego aumentam no Brasil. Veja os atuais dados sobre este aumento no país e quais serão as medidas tomadas pelo governo. Foram divulgados dados recentes do Indicador de Antecedente de Emprego, confira.

Dados do Indicador Antecedente de Emprego no país

Existe uma pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas – FGV que aponta o desempenho do mercado de trabalho de forma antecipada. Ela é feita todos os meses. Depois de grandes quedas no começo do isolamento social, os registros mostraram melhorias.

ANÚNCIO

De acordo com o Indicador Antecedente de Emprego, o desempenho do mercado cresceu 3 pontos, somando um total de 42,7 pontos. Segundo o economista da instituição, o desempenho ainda é instável já que não existe previsão de recuperação do setor de emprego do Brasil.

Conforme notícias do MoneyTimes, outro medidor de crescimento desta área apresentou péssimos resultados. O Indicador Coincidente de Desemprego chegou a 99 pontos, subindo 1,2 no mês de maio.

A análise do ICD é diferente do IAEmp, pois quanto mais elevado, maior é o impacto negativo. Dessa forma, pode-se concluir que o índice de desemprego pode piorar nos próximos meses de 2020.

ANÚNCIO

Números de pedidos do auxílio desemprego crescem

Os efeitos da pandemia estão sendo sentidos por todos os setores do país. Mas uma das áreas que vem sentindo grandes perdas é a de trabalho.  com o aumento do índice de desemprego que crescem em mais de 12% nos três primeiros meses.

Recentemente, o Ministério da Economia informou que ,no mês de maio, as solicitações para o seguro desemprego chegaram a 960, 2 mil.  Essa quantia somada aos pedidos desde o mês de janeiro resultam em mais de 3 milhões de requerimentos.

O número cai para 1,94 quando somados à quantidade de pedidos a partir da metade do mês março (começo  da quarentena). De acordo com a página do G1, as regiões que mais fizeram a requisição do seguro desemprego foram o Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

As solicitações estão sendo feitas online, com a finalidade de evitar a aglomeração de pessoas. Para realizar o pedido basta direcionar-se à ao portal Gov no campo “Trabalho e Emprego”, neste setor será possível acessar a opção Seguro-Desemprego.

Projetos para ampliar o benefício

Em decorrência do preocupante cenário de desemprego do país, vários projetos vêm sendo discutidos no Congresso Nacional, com o objetivo de auxiliar pessoas que perderam seus empregos.

Uma proposta de alteração na legislação que trata do seguro desemprego foi apresentada por parlamentares. A modificação tem o intuito de instituir uma categoria extraordinário para este auxílio.

Em outras palavras, a natureza emergencial seria em determinar o pagamento do seguro para pessoas que tenham registro na CTPS de no mínimo três meses. No entanto, deve constar na carteira do desempregado que trabalhou no último ano.

O pagamento ocorreria em três montantes ou até que seja reconhecido o fim do estado de calamidade pública no Brasil. O portal Senado informa que caso seja aprovada a alteração, a computação do benefício será feita conforme a atual previsão legal.

As propostas ainda serão analisadas pelas casas do Congresso, por enquanto a legislação permanece com o mesmo texto. Enfim, nota-se que há preocupação dos poderes públicos referente ao aumento da procura pelo seguro. É necessária a devida amparação aos brasileiros.

ANÚNCIO