OPEP corta previsão de crescimento da demanda por petróleo

ANÚNCIO

Nesta quinta-feira (8), a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) revisou para baixo sua previsão de crescimento da demanda global por petróleo no longo prazo. 

De acordo com a organização, a indústria de combustíveis enfrentou uma ameaça existencial este ano devido à pandemia do coronavírus

ANÚNCIO

A OPEP também mencionou como obstáculo ao mercado da commoditie as políticas climáticas que continuam a modificar o futuro dos serviços de energia.

OPEP corta previsão de crescimento da demanda por petróleo
Fonte: (Reprodução/Internet)

OPEP prevê estabilização do petróleo em 2030

Conforme análise da OPEP, a demanda global por petróleo deve encontrar estabilidade no final de 2030, mas após passará a operar em queda puxado pelas novas exigências dos consumidores e pelo efeito duradouro da crise da Covid-19. 

Para 2030, a previsão é que a procura pelo combustível aumente em quase 107, 2 milhões de barris por dia, 1,1 milhão inferior à projeção divulgada ano passado para o período. 

ANÚNCIO

“O ano de 2020 será lembrado principalmente pela onipresença, bem como pela escala e alcance sem precedentes da pandemia de Covid-19”, declarou a organização em relatório. 

A OPEP afirmou que do ponto de vista energético, a recessão econômica induzida pelo lockdown resultou na queda mais acentuada nas demandas de energia e petróleo de toda a história. 

Preços do petróleo Brent e WTI sobem em meio à projeção

Apesar da projeção pessimista para o mercado, os contratos futuros do petróleo Brent foram negociados a US$ 42,76 o barril, alta de quase 1,8% na sessão.

ANÚNCIO

No mesmo sentido, os futuros do West Texas Intermediate dos EUA estavam em US$ 40,61 o barril, avanço de aproximadamente 1,6%. No quadro geral, os preços do petróleo caíram mais de 34% no acumulado do ano.

ANÚNCIO