Microsoft (MSFT) ultrapassa Google (GOOGL) e se torna a terceira marca mais valiosa do mundo

ANÚNCIO

O cenário pandêmico pegou muitos empresários desprevenidos, no entanto, as companhias do segmento de tecnologia vêm mostrando bom desempenho e divulgando balanços positivos mesmo em meio à crise.

Exemplo disso é a Microsoft (MSFT) que, recentemente, superou seu valor no mercado ultrapassando a marca Google (GOOGL) se tornando a terceira empresa mais valiosa do mundo, segundo o banco de dados sobre valores de mercado, o Brandz.

ANÚNCIO

Esta é a primeira vez depois de longos anos que a empresa de software fica à frente da companhia de Larry Page e Sergey Brin. Com esta posição, a Microsoft (MSFT) passa a ocupar o terceiro lugar da lista mundial atrás apenas da Apple (AAPL34) e Amazon (AMZO34).

Microsoft (MSFT) ultrapassa Google (GOOGL) e se torna a terceira marca mais valiosa do mundo
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira o valor de mercado da Microsoft (MSFT) e seus dados do último trimestre.

Microsoft (MSFT) tem valorização de 30%

De acordo com o Brandz, a valorização da Microsoft (MSFT) foi impulsionada pela expansão de seus serviços de computação em nuvem, pelo avanço do sistema open source e pela transformação da cultura corporativa.

ANÚNCIO

Esses fatores, quando somados, entregaram à Microsoft (MSFT) o terceiro lugar em valor de mercado mundial, enquanto o Google (GOOGL) teve sua receita de anúncios impactada pelo coronavírus.

  • Amazon (AMZO34): valorização de 32%, para 415,855 bilhões de dólares;
  • Apple (AAPL34): Valorização de 14%, a 353,206 bilhões de dólares;
  • Microsoft (MSFT): valorização de 30% em 2020, a 353,206 bilhões de dólares;
  • Google (GOOGL): valorização de 5%, a 323,601 bilhões de dólares

Balanço do quatro trimestre fiscal

Apesar da Microsoft (MSFT) ter reportado queda do lucro líquido referente ao quatro trimestre fiscal, a empresa indicou avanços em serviços específicos, sobre tudo na plataforma Azure.

  • Receita Intelligent Cloud: avanço de 17%, para 13,4 bilhões de dólares;
  • Receita computação individual: crescimento de 14%, para 12,9 bilhões;
  • Receita Computação em Nuvem Azure: aumento de 47% do volume de venda
  • Lucro líquido: 11,20 bilhões contra 12,19 bilhões registrados em 2019;

A receita da Microsoft subiu 12%, para 38,03 bilhões de dólares no quarto trimestre fiscal ante a 36,5 bilhões projetados pelos especialistas, conforme informou a Refinitiv.

ANÚNCIO
ANÚNCIO