Mercados emergentes são credores de US$ 88,5 bilhões em títulos

ANÚNCIO

As empresas não financeiras de mercados emergentes têm cerca de US$ 88,5 bilhões em títulos em dólares com vencimento no final de 2021, mostraram dados da Refinitiv Eikon.

A pandemia COVID-19 afetou severamente os lucros corporativos dos mercados emergentes este ano. Isso pode tornar difícil para alguns deles pagar o serviço da dívida com vencimento no próximo ano. 

ANÚNCIO

As imobiliárias chinesas lideram o grupo, com os valores mais altos de dívidas em dólares vencendo em 2021.

Mercados emergentes são credores de US$ 88,5 bilhões em títulos
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja mais: Bolsas asiáticas operam em perdas e ganhos enquanto Biden consolida vitória nos EUA

Crédito em títulos é o maior em 10 anos

O desenvolvedor imobiliário China Evergrande Group (3333) tem cerca de US$ 2,8 bilhões em títulos em dólares com vencimento em 2021. Enquanto a Sunac China Holding (1918) possui US$ 1,3 bilhão.

ANÚNCIO

Com um montante inferior, a Korea Gas Corp (036460) é credora de US$500 milhões em títulos na moeda americana com vencimento no próximo ano e a Posco (005490), US$700 milhões.

Além das companhias citadas, outras empresas de mercados emergentes tomaram emprestado US$ 161 bilhões em títulos em dólares nos primeiros 10 meses deste ano. 

Esta quantia representa o maior valor em títulos registrados em pelo menos 10 anos, impulsionada pelas taxas de juros mais baixas nos EUA.

ANÚNCIO

Brasil volta a ofertar títulos em dólares

O Brasil retornou ao mercado de títulos internacional em Junho, oferecendo em dólares títulos de 5 e 10 anos para aumentar a liquidez na curva do dólar e servir de referência para as empresas locais. 

Esta foi a primeira vez desde 2019 que o Tesouro decidiu ofertar títulos no mercado internacional, quando vendeu US$ 500 milhões em títulos denominados em dólares de 10 anos e US$ 2,5 bilhões em dívidas de 30 anos.

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: Reuters.

ANÚNCIO