Marfrig (MRFG3) registra lucro de R$ 674 milhões

ANÚNCIO

Na quarta-feira (11), a Marfrig Global Foods (MRFG3) informou que teve lucro de R$ 674 milhões contra R$ 100 milhões no terceiro trimestre de 2019. A rentabilidade da empresa foi impulsionada pela valorização do Dólar e o aumento de exportações de carne bovina.

Com este ritmo, o lucro cresceu mais de seis vezes entre os meses de julho e setembro. Além disso, a receita e lucro Ebitda da Marfrig também aumentaram enquanto outras empresas do mercado lutam para se recuperar da crise pandêmica.

ANÚNCIO

Hoje, a produtora de proteínas animais anunciou a aprovação da recompra de 4,2 milhões de ações. De acordo com a marca, a intenção da iniciativa é comprar papéis de emissão da Marfrig para estratégias de tesouraria e alienação posterior.

Marfrig (MRFG3) registra lucro de R$ 674 milhões
Fonte: (Reprodução/Internet)

Receita da Marfrig (MRFG3) cresce 32%

Conforme demonstração financeira, a receita da Marfrig (MRFG3) fechou em R$ 16,8 bilhões no terceiro trimestre o que representa um aumento de 32% em relação ao ano anterior. Deste montante, 72% é de operações da National Beef, marca americana da companhia.

  • Margem Ebida: aumentou de 11,8% para 13%.

Ainda em ritmo de crescimento, o lucro Ebitda (antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 2,2 bilhões no período equivalendo à alta de 47%.

ANÚNCIO

Veja também: Dona da JBS (JBSS3) deve pagar US$ 128 milhões em multa nos EUA

CEOs avaliam desempenho trimestral

De acordo com Tim Klein, CEO da National Beef, em exclusividade ao Valor, as projeções para a operação americana da Marfrig são otimistas já que o setor de pecuária nos Estados Unidos permanecerá favorável para o próximo ano.

Segundo o executivo, a empresa deve continuar reportando uma margem de lucro acima de média para o mercado americano. Nos últimos balanços, esses números foram positivos.

ANÚNCIO

Por fim, o CEO da Marfrig, Miguel Gularte, também, afirmou que a performance da companhia é fruto dos avanços da produtividade da indústria sobretudo com a carne bovina. Outro fator que beneficiou este segmento é a demanda da China que segue em recuperação econômica.

ANÚNCIO