Lojas Renner (LREN3) tem lucro aumentado no segundo trimestre

ANÚNCIO

Nesta semana, a varejista Lojas Renner (LREN3) reportou aumento do lucro líquido referente ao segundo trimestre, o que significou uma reviravolta para empresa que teve queda nas vendas com a pandemia. 

O prejuízo foi revertido com ajuda do reconhecimento de crédito fiscal no montante de 1 bilhão de reais, resultando no crescimento de 254% no lucro quando comparado ao mesmo período do ano.

ANÚNCIO

O efeito fiscal extraordinário amenizou parcialmente o déficit causado pelo fechamento das lojas físicas em razão da quarentena. A Renner (LREN3) chegou a ter 100% de suas unidades suspensas em abril. 

Lojas Renner (LREN3) tem lucro aumentado no segundo trimestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira o resultado trimestral de uma das maiores lojas de varejo do país. 

Ação na justiça leva Lojas Renner (LREN3) ao lucro milionário

As Lojas Renner (LREN3) tinha processo em andamento na justiça para promover a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins. Com o juiz decidindo pela procedência do pedido, a empresa terá restituição de 1 bilhão de reais.

ANÚNCIO

Até então a marca indicava prejuízo de 228 milhões de reais, ante lucro líquido de 230,7 milhões registrado em 2019. Através da vitória na ação, as Lojas Renner (LREN3) reverteu o déficit em ganho milionário superando as expectativas do mercado. 

  • Lucro líquido: 818,1 milhões de reais, crescimento de 254% no segundo trimestre.

Apesar do acréscimo significativo apontado pelo relatório, o lucro bruto da marca foi 503,9 milhões de reais, representando uma queda de 64%. 

Segundo o presidente da empresa, Fabio Faccio, o efeito do crédito fiscal obtido na justiça só será percebido no caixa da companhia no decorrer do ano de 2021. Isto porque o montante tem  natureza compensatória e será descontado no pagamento dos futuros impostos. 

ANÚNCIO

Lojas fechadas afetam a receita

Assim como a concorrente C&A (CEAB3), a Renner (CEAB3) teve todas suas lojas fechadas durante o lockdown. Em maio, a empresa promoveu a reabertura gradual de suas unidades, mas ainda sim o período de suspensão afetou fortemente a receita. 

  • Receita líquida: 808,5 milhões de reais, queda de 65%;
  • Receita com vendas: 539,6 milhões de reais, recuo de 73%;
  • Receita do setor financeiro: 53 milhões de reais, baixa de 42%.

Conforme dados da companhia, mesmo com a retomada das atividades, as vendas recuaram em 33% no mês de maio e 69% em junho. O prejuízo no setor não foi maior devido às operações no comércio online que teve alta de 239% na comparação anual. 

  • Lucro bruto do varejo: 242 milhões de reais, queda de 79%;
  • Custo das operações de produtos financeiros e mercadorias: 304,6 milhões de reais, baixa de 66%.

Renner (LREN3) aperta os cintos 

De acordo com relatório financeiro, a Renner (LREN3) promoveu significativamente o ajuste das despesas apertando os cintos com a crise do coronavírus. 

  • Despesas operacionais: 83,6 milhões de reais, recuo de 92% na comparação anual;
  • Lucro operacional: 420,3 milhões, alta de 12%.

Ainda, conforme o presidente da companhia o desempenho trimestral fez com que a empresa avaliasse futuros investimentos. Conforme Fabio Faccio, a ideia é alocar recursos para a estrutura da marca no e-commerce, mas continuar a agenda de inauguração de lojas físicas.

ANÚNCIO