Latam (LTMAQ) e Azul (AZUL4) iniciam compartilhamento de voos

ANÚNCIO

Nesta semana, as companhias aéreas Latam (LTMAQ) e Azul (AZUL4) deram início ao compartilhamento de voos como cumprimento do acordo de codeshare feito entre as duas empresas. 

Até o momento a atividade inclui 35 rotas, mas a previsão é que sejam abrangidas 64 rotas domésticas até dezembro deste ano. 

ANÚNCIO

As companhias firmaram parceria após os impactos do coronavírus no setor de aviação do país que levou, inclusive, a Latam (LTMAQ) a decidir pelo desligamento de 2,7 mil funcionários da corporação.

Latam (LTMAQ) e Azul (AZUL4) iniciam compartilhamento de voos
Fonte: (Reprodução/Internet)

Entenda como funcionará o codeshare entre as empresas. 

Rotas compartilhadas no Brasil

A companhia Azul (AZUL4) informou que 35 rotas estariam disponíveis para venda a contar da última quarta-feira (12). Desse montante, 23 serão operadas por ela e as outras 12 serão cumpridas pela Latam (LTMAQ).

ANÚNCIO
  • A princípio, os voos compartilhados das companhias compreenderão decolagens e pousos nos aeroportos de Campinas (VCP), Belo Horizonte (CNF), Brasília (BSB) e Recife (REC). 
  • No decorrer do ano, os postos de Curitiba (CWB), Guarulhos (GRU), São Paulo, e Porto Alegre (POA) também serão incluídos no codeshare.

O vice-presidente da Azul (AZUL4), Abhi Shah, afirmou que a parceria irá ajudar a companhia a oferecer mais opções de voos ampliando suas condições com destinos e horários. Para ele, o acordo é uma estratégia importante para recuperar a demanda nacional do setor de aviação.

Tanto a Azul (AZUL4), que recentemente fez acordo com arrendadores, como a Latam (LTMAQ) reduziram seu quadro de funcionários. No entanto, esta antiga TAM encontra-se em processo de recuperação judicial. Logo, a expectativa é que o acordo de codeshare ajude na recuperação das companhias. 

Últimos dados na Bolsa de Valores 

  • Azul (AZULL4): recuo de 1,68%, às 12:04
  • Latam (LTMAQ): baixa de 3,64%, às 12:04

Apesar do acordo de codeshare, o desempenho dos ativos está instável. As ações da Azul (AZUL4) chegaram a mostrar ganho de 0,77%, a R$ 23,14, em meio ao comunicado sobre o início dos voos, mas despencaram nos pregões posteriores.

ANÚNCIO
ANÚNCIO