LATAM (LTMAQ) deve desligar mais de dois mil funcionários no Brasil

ANÚNCIO

A pandemia e as medidas de isolamento social afetaram as companhias aéreas do país, paralisando seus serviços e reduzindo suas demandas. Elas chegaram a solicitar empréstimos bilionários e propuseram redução de salários aos funcionários. 

Em decorrência desses efeitos, a Latam (LTMAQ) comunicou que mais de dois mil comissários de bordo e pilotos serão demitidos da corporação. De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), a redução de pessoal corresponde a 38% do volume total de tripulantes. 

ANÚNCIO

O desligamento dos funcionários foi motivado pela ausência de consenso nas negociações com os sindicatos para promover a redução, por tempo determinado, da carga horária e dos salários. 

LATAM (LTMAQ) deve desligar mais de dois mil funcionários no Brasil
Fonte: (Reprodução/Internet)

 

Acompanhe as recentes medidas adotadas pela Latam (LTMAQ)contra a crise econômica causada pela pandemia. 

ANÚNCIO

Companhia adota Plano de Demissão Voluntária (PDV)

A Latam (LTMAQ) encerrou a negociação com os representantes da classe de pilotos e comissários sem lograr êxito. Em razão da rejeição de seus sindicatos no país, a companhia aérea decidiu pela demissão dos funcionários. 

A empresa informou que adotou o Plano de Demissão Voluntária (PDV), que começou a ser implementado no dia 31 de julho, estando previsto para encerrar nesta terça-feira (4). Após este período, os desligamentos serão iniciados. 

Em nota, a Latam (LTMAQ) afirmou que é a maior e mais antiga das três companhias que operam no país bem como, em suas palavras, é a que mais remunera os funcionários nos voos domésticos e internacionais. 

ANÚNCIO
LATAM (LTMAQ) deve desligar mais de dois mil funcionários no Brasil
Fonte: (Reprodução/Internet)

 

Visando se adequar a nova realidade do setor, a empresa decidiu pela demissão de pelo menos 2,7 mil de funcionários. Antes da crise, a instituição chegou a contar com 43 mil colaboradores no mundo inteiro, principalmente no Chile e no Brasil.

A companhia apresentou pedido de falência nos Estados Unidos com saldo de 18 bilhões de dólares em dívidas. Agora, em recuperação judicial e reestruturação, estima-se que a Latam (LTMAQ) perca a liderança no mercado ficando atrás das concorrentes Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4). 

Parceira Latam e Azul

No último mês, a Latam (LTMAQ) e Azul (AZUL4) anunciaram que iriam compartilhar as operações de voos domésticos, segundo o Valor Investe. Até o momento, a parceria abrange operações nas cidades de Campinas (SP), Brasília, Recife, Curitiba, Guarulhos (SP), Porto Alegre, Recife e Belo Horizonte. 

O acordo levantou questionamentos sobre uma futura fusão das companhias. Mas, segundo Victor Mizusaki, analista do Bradesco BBI (BBDC4), a possibilidade de fusão das empresas é mínima com maiores chances de compra da Latam Brasil (LTMAQ) pela companhia Azul (AZUL4).

ANÚNCIO