Klabin (KLBN11) reporta prejuízo de R$ 198,9 milhões em três meses

ANÚNCIO

Hoje (26), a Klabin (KLBN11) atendeu às expectativas do mercado sobre o resultado financeiro do terceiro trimestre. A companhia reportou números negativos devido ao recuo do Real que impactou diretamente no endividamento em moeda estrangeira. 

Ainda, a desvalorização da moeda nacional repercutiu negativa na marcação a mercado que levou ao impacto negativo de R$ 534 milhões. Com esses fatores, a produtora e exportadora de papéis reportou prejuízo de R$ 198,9 milhões entre julho e setembro.  

ANÚNCIO

Na contramão das perdas, a companhia registrou alta na receita líquida e no fluxo de caixa. Em meio à divulgação do balanço, as ações Klabin (KLBN11) operam em baixa de 0,67%, a R$ 25,20, às 16h25. 

Klabin (KLBN11) reporta prejuízo de R$ 198,9 milhões em três meses
Fonte: (Reprodução/Internet)

Klabin (KLBN11) tem receita de R$ 3,11 bilhões no trimestre

Conforme demonstração financeira, a receita da Klabin (KLBN11) ateve salto de 35%, a R$ 3,11 bilhões no terceiro trimestre, com o aumento da demanda por todas as divisões de negócio da empresa. As vendas totais da marca foram de 910 mil toneladas, aumento de 14%, exceto madeira. 

Também como dado positivo, o fluxo de caixa da companhia foi de R$ 600 milhões, ante R$ 358 milhões registrado no ano anterior. Este montante não inclui projetos de expansão e dividendos. 

ANÚNCIO
  • Fluxo de caixa: positivo em aproximadamente R$ 1,8 bilhão. 

Leia mais: Ações de empresas de papel e celulose disparam após acordo do BNDESPar.

Empresa encerra setembro com dívida bilionária

Ainda consoante ao relatório, a empresa obteve dívida de R$ 21 bilhões no fechamento do trimestre. O endividamento foi consequência das repetidas desvalorizações do Real frente o Dólar. 

  • Resultado trimestral: negativo em R$ 1,07 bilhão. 

No mesmo sentido, o lucro Ebitda (lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização) mostrou baixa de 12%, para R$ 1,23 bilhão. Com exceção da receita positiva da companhia impulsionada pelo crescimento da demanda durante a pandemia da Covid-19, os demais dados ainda mostraram perdas.

ANÚNCIO
ANÚNCIO