JPMorgan (JPM) expõe resultados trimestrais positivos

ANÚNCIO

O JPMorgan Chase (JPM) divulgou um lucro trimestral melhor do que o esperado na sexta-feira (15), ao liberar parte do dinheiro que acumulou contra perdas com empréstimos causados ​​pelo coronavírus, embora o banco tenha alertado que a demanda por empréstimos provavelmente permanecerá lenta.

Durante a maior parte do ano passado, os credores da Main Street lutaram contra as consequências econômicas da pandemia, reservando dezenas de bilhões de dólares para cobrir possíveis inadimplências de empresas e famílias em dificuldades.

ANÚNCIO

Mas a rápida implantação de vacinas e quase US$ 2 trilhões em estímulos aumentaram as esperanças de uma recuperação de uma das piores recessões em décadas, levando os bancos a começar a desfazer algumas de suas enormes reservas para perdas com empréstimos.

JPMorgan (JPM) expõe resultados trimestrais positivos
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja mais: Wells Fargo (WFCO34) divulga lucro de US$ 2,99 bilhões

JPMorgan (JPM) espera melhora da economia

A CFO do JPMorgan (JPM), Jennifer Piepszak, disse que o banco tinha a capacidade de recomprar até US$ 4,5 bilhões em ações no primeiro trimestre, de acordo com os limites regulamentares de redução de capital baseados em receita.

ANÚNCIO

O presidente-executivo do JPMorgan, Jamie Dimon, disse que espera uma economia melhor no segundo semestre pois a vacina está chegando, um novo estímulo fiscal foi aprovado e as pessoas economizaram muito dinheiro durante a pandemia. 

“Haverá muita demanda reprimida e, com sorte, otimismo pelo fato de estarmos passando por essa confusão. Em algum momento deste verão, você pode ter uma economia muito saudável”, declarou Dimon.

A pandemia também causou uma queda nas taxas de juros de curto e longo prazo que afetaram a receita de juros, mas os braços dos maiores bancos se beneficiaram da volatilidade nos mercados globais, em uma corrida para listar ações e arrecadação emergencial de fundos corporativos.

ANÚNCIO

Lucro aumentou para US$ 12,1 bilhões

O lucro líquido do JPMorgan aumentou 42%, para US$ 12,1 bilhões, ou US$ 3,79 por ação, no trimestre encerrado em 31 de dezembro. A receita cresceu 3%, para US$ 30,2 bilhões. Durante o trimestre, ela liberou reservas de crédito de US$ 2,9 bilhões, adicionando 72 centavos ao seu LPA.

Excluindo as reservas, o banco reportou lucro líquido de US$ 9,9 bilhões, ou US$ 3,07 por ação, bem acima da estimativa média de Wall Street de US$ 2,62 por ação, de acordo com o Refinitiv.

Cerca de 70% do lucro do JPMorgan (JPM) veio de lançamentos de reservas e grande parte do benefício já estava cotado em suas ações, estimou o analista Glenn Schorr da Evercore ISI.

Os analistas consideraram os resultados sólidos, considerando as baixas taxas de juros e os desafios comerciais durante a pandemia. “Esses foram resultados sólidos e as perspectivas econômicas estão melhorando”, escreveu Schorr em uma nota aos clientes.

Bancos de investimento aumentaram 37%

No último trimestre, os números do JPMorgan (JPM) também receberam um impulso com a força contínua de suas unidades de banco de investimento e negociação.

A receita de banco de investimento aumentou 37%, para US$ 2,5 bilhões, impulsionada por taxas de consultoria mais altas em todos os seus produtos. A receita comercial aumentou 20%, para US$ 5,9 bilhões.

Olhando para o futuro, o JPMorgan disse em uma apresentação de slides para analistas que espera que suas despesas sem juros aumentem em 2021 de US$ 65,5 bilhões para cerca de US$ 68 bilhões, já que faz outros US$ 1,5 bilhão em investimentos em seus negócios e gasta US$ 900 milhões em tecnologia.

CEO do JPMorgan (JPM) alerta sobre incerteza no mercado

O plano de gastos dá continuidade à prática do JPMorgan (JPM) de usar seu peso financeiro como o maior banco dos Estados Unidos para expandir seus negócios e obter participação de mercado de outros credores enquanto luta para afastar concorrentes não bancários.

Ainda assim, Dimon, chefe do JPMorgan (JPM), alertou sobre incerteza significativa no curto prazo e disse que a redução da reserva não representava lucros essenciais ou recorrentes, enquanto outros altos executivos alertaram que as comparações com 2020 serão desafiadoras.

Leia também: Xpeng (XPEV) E Nio (NIO) recebem apoio de bancos estatais da China

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fontes: Reuters e Investing.

ANÚNCIO