Joint venture da Amazon (AMZN34) é dissolvida

ANÚNCIO

A Haven Health Care, a joint venture formada por três das empresas mais poderosas da América para reduzir custos e melhorar os resultados em saúde, está se dissolvendo depois de três anos.

A empresa passou a informar aos funcionários na segunda-feira (4) que fechará as portas no final do próximo mês. As ações da UnitedHealth Group (UNH), Humana (HUM) e CVS Health (CVS) subiram mais de 2% cada uma após a divulgação da notícia da Haven.

ANÚNCIO

Muitos dos 57 trabalhadores da empresa sediada em Boston devem ser colocados na Amazon (AMZN), Berkshire Hathaway (BRK) ou JPMorgan Chase (JPM), à medida que as empresas avançam individualmente em seus esforços, que devem ainda colaborar informalmente em projetos de saúde.

Joint venture da Amazon (AMZN34) é dissolvida
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja mais: Bitcoin pode chegar a US$ 146 mil, diz JPMorgan (JPMC34)

Criação da Haven afetou ações de saúde

O anúncio, três anos atrás, de que os CEOs da Amazon (AMZN), Berkshire Hathaway (BRK) e JPMorgan Chase (JPM) se uniram para enfrentar um dos maiores problemas que a América corporativa enfrenta, altos custos de saúde para funcionários, enviou ondas de choque em todo o mundo da medicina.

ANÚNCIO

Ações de empresas de saúde caíram na época com temores sobre como o poder combinado dos líderes em tecnologia e finanças poderia arrancar custos do sistema. A sinalização para o fechamento de Haven pode ser um sinal de como é difícil melhorar radicalmente o sistema de saúde americana.

Ele é um sistema complicado e entrincheirado de médicos, seguradoras, farmacêuticas e intermediários, que custa ao país US$ 3,5 trilhões a cada ano. No ano passado, o CEO da Berkshire (BRK) parecia indicar isso, dizendo que não havia garantia de que a Haven teria sucesso na melhoria da saúde.

Uma questão importante enfrentada por Haven era que, enquanto a empresa apresentava ideias, cada uma das três empresas fundadoras executava seus próprios projetos separadamente com seus próprios funcionários, eliminando a necessidade de começar a joint venture, de acordo com as fontes.

ANÚNCIO

Empresas continuarão a colaborar informalmente

Especialistas afirmam que a dissolução permitirá que as empresas implementem as ideias do projeto por conta própria, adaptando-as às necessidades específicas de seus funcionários, que estão em sua maioria concentrados em diferentes cidades.

A mudança ocorre depois que o CEO da Haven, Dr. Atul Gawande, deixou a gestão da organização em maio, uma mudança que gerou uma busca por seu sucessor. Brooke Thurston, porta-voz da Haven, confirmou os planos da empresa de fechar em comunicado via e-mail.

Thuston disse que a equipe Haven fez um bom progresso explorando uma ampla gama de soluções de saúde, bem como testando novas maneiras de tornar os cuidados primários mais fáceis de acessar, benefícios de seguro mais simples de entender e usar e medicamentos mais acessíveis.

“Seguindo em frente, Amazon, Berkshire Hathaway e JPMorgan Chase & Co. aproveitarão esses insights e continuarão a colaborar informalmente para projetar programas adaptados para atender às necessidades específicas de nossas populações e locais de funcionários individuais”, finalizou ela.

Leia também: CEOs que ampliam ganhos enquanto implementam programas de inclusão

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: CNBC.

ANÚNCIO