Índices do mercado norte-americano sobem após Trump pedir estímulo para companhias aéreas

ANÚNCIO

Os índices americanos se recuperaram na quarta-feira (7) após o presidente dos EUA, Donald Trump, em publicação no Twitter, pedir apoio às companhias aéreas e solicitar outras medidas de estímulo.

Trump pleiteou ao Congresso a aprovação do apoio à folha de pagamento das empresas, afirmando que o dinheiro e a ajuda para pequenos negócios poderiam ser pagos com fundos não utilizados do estímulo anterior.

ANÚNCIO

A manifestação do presidente norte-americano surpreendeu o mercado tendo em vista que, no dia anterior o republicano declarou como suspensa as negociações de estímulo com os democratas.

Índices do mercado norte-americano sobem após Trump pedir estímulo para companhias aéreas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Mercado reage após queda generalizada no pregão anterior

Ontem, o pronunciamento de Trump sobre a suspensão de novo pacote de estímulo na pandemia promoveu baixa generalizada dos principais índices do mercado dos EUA, Dow Jones (DIJ) chegou a perder 375 pontos.

Antes da abertura do mercado desta quarta, o republicano sinalizou que voltaria atrás em sua decisão após solicitar ajuda financeira do Congresso para injetar capital nas companhias aéreas, que perderam bilhões com a pandemia da Covid-19.

ANÚNCIO
  • Dow Jones (DIJ): +1,29%, às 11h03 (horário de Brasília).
  • S&P 500 (INX): +1,18%;
  • Nasdaq 100 (NDX): +1,20%.

Já as ações das empresas do setor aéreo como United Airlines (UAL) e Delta (DAL) sobem 5,99% e 3,61%, respectivamente, recuperando quase todo o declínio da sessão anterior. 

Trump promete novo pacote financeiro caso seja eleito

Também em publicação na rede social, Trump prometeu a criação de lei de estímulos para os trabalhadores americanos e pequenas empresas caso ganhe eleição presidencial que acontecerá dia 3 de novembro. 

“Instruí meus representantes a pararem de negociar até depois da eleição, quando, imediatamente após eu vencer, aprovaremos um grande projeto de lei de estímulo que se concentra em americanos trabalhadores e pequenas empresas”, declarou o presidente.

ANÚNCIO

Segundo a CNBC, especialistas da Wall Street especularam que a ação de Donald Trump, que recentemente testou positivo para o coronavírus, foi uma tática de negociação. 

Banco central dos EUA reforça necessidade dos estímulos

Em meio à repercussão da fala do republicano, o presidente do Federal Reserve (FED), Jerome Powell, afirmou que a economia americana precisa de estímulos fiscais e monetários para uma recuperação econômica.

Conforme Powell, a falta de apoio pode levar a uma retomada lenta criando dificuldades desnecessárias para famílias e empresas, além de impedir uma recuperação que até agora progrediu mais rápido do que o esperado. 

ANÚNCIO