Ibovespa (IBOV) volta aos 95 mil pontos na expectativa pela disputa eleitoral norte-americana

ANÚNCIO

Nesta terça-feira, o Ibovespa (IBOV) encerrou o dia em alta de 2,16% com o maior ganho desde outubro. Após o feriado nacional, Dia de Finados, o principal índice da Bolsa acompanhou os ganhos do mercado internacional. 

No exterior, as Bolsas de Europa também fecharam as sessões com avanços expressivos refletindo o otimismo em Wall Street. Os investidores mostraram-se animados com as eleições presidenciais dos EUA.  

ANÚNCIO

Conforme a mídia do exterior, o candidato democrata Joe Biden está à frente nas pesquisas. Por outro lado, o presidente Donald Trump aparece como favorito em estados decisivos para a disputa eleitoral. 

Ibovespa (IBOV) volta aos 95 mil pontos na expectativa pela disputa eleitoral norte-americana
Fonte: (Reprodução/Internet) 

Ibovespa (IBOV) tem a maior valorização desde outubro

Aos 95.979 pontos e com volume financeiro de R$ 28,667 bilhões, o Ibovespa (IBOV) tem a maior valorização desde 8 de outubro, quando o índice valorizou 2,51%. 

  • Dólar comercial: +0,42%, a R$ 5,761 (compra) e a R$ 5,762 (venda);
  • Dólar futuro para dezembro: +0,11, a R$ 5,757. 

No radar nacional, o cenário é misto já que Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, afirmou que não irá prorrogar o estado de calamidade no país o que é uma notícia positiva para o mercado financeiro. 

ANÚNCIO

Em contrapartida o público segue de olho na paralisação das reformas administrativas e no governo que vem apresentando maior tolerância ao furo do teto de gastos, fatores que podem desestimular os investidores.

BC mantém previsão para o PIB

De acordo com o Relatório Focus do Banco Central, os economistas mais assertivos do mercado optaram pela manutenção da estimativa de queda do Produto Interno Produto (PIB em 4,81%  para este ano. 

Para 2021, a previsão é crescimento de 3,34%, uma leve queda ante os 3,42% divulgados na semana anterior.

ANÚNCIO

Leia mais: Banco Central melhora projeção de tombo do PIB para 5%.

ANÚNCIO