Ibovespa (IBOV) tem leve queda com incertezas no governo

ANÚNCIO

No pregão desta terça-feira (26), o Ibovespa (IBOV) apresentou baixa de 0,38% revertendo os ganhos obtidos no começo do dia. A oscilação ocorreu após os investidores se mostrarem preocupados com impasses entre a Presidência da República e o Ministério da Economia. 

Mais cedo, o governo Bolsonaro comunicou o adiamento do pacote intitulado popularmente como “Big Bang” que tem em sua composição iniciativas financeiras no âmbito social econômico do Brasil. A decisão foi tomada devida à falta de ajuste em alguns pontos da medida.

ANÚNCIO

Em contrapartida, as Bolsas de valores dos Estados Unidos operavam em alta com os índices Nasdaq (IXIC), Dow Jones (DIJ) e S&P 500 (INX) registrando máximas históricas em meio à diminuição de casos do coronavírus no país. 

Ibovespa (IBOV) tem leve queda com incertezas no governo
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja os resultados do Ibovespa (IBOV) no pregão desta terça-feira (25).

Vale (VALE3) encabeça perdas do Ibovespa (IBOV)

A mineradora Vale (VALE3) liderou as piores perdas do Ibovespa (IBOV) indicando desvalorização de quase 2% de suas ações ordinárias, influenciada pelo recuo dos preços das commodities. Os valores dos contratos futuros também caíram na China com baixa de 2,92%, a 813,50 iunes por tonelada de minério. 

ANÚNCIO
  • Ibovespa (IBOV): queda de 0,38%, aos 101.955,02 pontos, às 17h09;
  • Dólar Comercial: leve queda de 0,1%, a R$ 5,5871 (compra) e R$ 5,5885 (venda);
  • Dólar futuro (setembro): desvalorização de 0,46%, a R$ 5,587.
  • CDI (janeiro/2022): alta de 2,79%, acréscimo de dois pontos-base a 2,79%;
  • CDI (janeiro/2023): avançou 3,97%;

A cotação do Dólar mostrou sutil desvalorização frente ao real puxado pela melhora das contas brasileiras no exterior. O Brasil registrou superávit de R$ 1,628 bilhão, resultado positivo que não é visto há mais de 10 anos. 

Impasse sobre Renda Brasil gera pessimismo

Os investidores aguardavam pelo lançamento do megapacote de auxílios sociais e econômicos promovido pelo governo. No entanto, com impasses sobre o valor do Renda Brasil a agenda foi adiada gerando pessimismo no mercado.

Também, indefinições sobre a reforma administrativa, um dos pontos mais esperados pelos gestores de ativos, influenciaram no desempenho da Bolsa de Valores.

ANÚNCIO
ANÚNCIO