Ibovespa (IBOV) tem ganhos com otimismo sobre vacina contra Covid-19

ANÚNCIO

Hoje (16), o Ibovespa (IBOV) caminha para o fechamento do pregão com alta de 1,63% puxado pelos benchmarks internacionais. A performance do principal índice da Bolsa veio após a Moderna declarar que sua vacina contra a Covid-19 é mais de 94% eficaz. 

A porcentagem anunciada pela farmacêutica americana supera os 90% de eficácia da vacina Pfizer (PFIZ34) e BioNTech (B1NT34) na semana passada. Outro fator que influenciou no bom desempenho do mercado foi a China que registrou alta de 6,9% em sua produção industrial. 

ANÚNCIO

Ainda na Ásia, o Japão informou crescimento de 5% no Produto Interno Bruto (PIB), o que representou o primeiro avanço do país neste ano. O dado também marcou a primeira alta há mais 40 anos. 

Ibovespa (IBOV) tem ganhos com otimismo sobre vacina contra Covid-19
Fonte: (Reprodução/Internet)

 Leia mais: Ações da Azul (AZUL4) disparam após notícia sobre vacina da Moderna 

Ibovespa (IBOV) supera os 106 mil pontos 

Um dia após as eleições municipais no Brasil, o Ibovespa (IBOV) opera aos 106.431,47 pontos, às 17h57. A corrida eleitoral foi marcada por um número significativo de abstenções que chegou a 23,1%, conforme o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. 

ANÚNCIO
  • Dólar: -1,02%, a R$ 5,418 (compra) e a R$ 5,419 (venda);
  • Dólar futuro (dezembro): -0,63%, a R$ 5,428.

Já nos EUA, a repercussão da eleição presidencial continua intensa. O atual presidente Donald Trump manteve o discurso sobre a ocorrência de fraude na contagem dos votos e, apesar de admitir a vitória do democrata Joe Biden, sinalizou não ter desistido da disputa. 

Enquanto isso, Biden acalmou os ânimos dos investidores ao afirmar que não iria determinar uma nova quarentena no país em razão do aumento de casos do coronavírus. O pronunciamento foi bem recebido pelo mercado que segue de olho nas restrições na Europa.

ANÚNCIO