Ibovespa (IBOV) sobe com recuperação da Bolsa nos EUA

ANÚNCIO

O último pregão do Ibovespa (IBOV) desta semana foi recheado de volatilidade. O principal impulsionador do desempenho desta sexta-feira (4) foi a oscilação das Bolsas de valores dos Estados Unidos.

Depois de cair mais de 4% no pregão anterior, a Nasdaq (IXIC) reduziu as perdas para 1,5%. A recuperação do mercado americano veio após o governo divulgar que 1,37 milhão de empregos foram criados em agosto.

ANÚNCIO

Já no Brasil, após protagonizar as maiores quedas do Ibovespa (IBOV) as ações da Vale (VALE3), que correspondem cerca de 10,9% do índice, fecharam o dia em alta de quase 2%.

Ibovespa (IBOV) sobe com recuperação da Bolsa nos EUA
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja a performance do principal índice do B3 (B3SA3) em meio à véspera de feriado nacional.

Relação de Maia e Guedes impulsiona IBOV

Além da Nasdaq (IXIC) e dos índices americanos sinalizarem reparação das perdas do último pregão, os investidores brasileiros também mostraram otimismo com o alívio das tensões no cenário político.

ANÚNCIO

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, animaram o mercado após o parlamentar atender pedido de Guedes para informar a secretaria de seu ministério sobre votações da Câmara.

A trégua entre as figuras públicas impactou positivamente o mercado, pois em tempos passados Guedes chegou a proibir conversas entre o deputado e os secretários do Ministério da Economia.

Neste ínterim, os investidores seguem de olho na reforma administrativa, sobretudo nos termos sobre funcionalismo público, que foi apresentada ao Congresso para deliberação.

ANÚNCIO
  • IBOV: +0,52%, aos 101.241,73 pontos, às 17:13.
  • Dólar comercial: +0,25%, a R$ 5,3013 (compra) e R$ 5,3038 (venda);
  • Dólar futuro (outubro): +0,29%, a R$ 5,3311.

Especialistas falam sobre volatilidade

Segundo os especialistas do InfoMoney, a volatilidade no Ibovespa (IBOV) deste pregão estava dentro do esperado, já que segunda-feira (7) é feriado nacional do Dia da Independência e a B3 (B3SA3) não estará funcionando.

Além disso, neste mesmo dia será feriado nos Estados Unidos o que reduz fortemente a pressão no mercado, afinal, os investidores americanos fazem parte do público de peso das Bolsas de valores.

ANÚNCIO