Ibovespa (IBOV) reverte perdas e encerra semana estável

ANÚNCIO

A última semana foi de muita tensão no mercado financeiro que veio sofrendo sucessivas perdas no decorrer dos pregões. Apesar das quedas, o Ibovespa (IBOV) reverteu prejuízos e fechou a semana estável. 

O mercado brasileiro foi impulsionado pelo desempenho positivo das Bolsas de valores dos Estados Unidos. No exterior, o Dow Jones (DJI) mostrou fortes ganhos, enquanto os índices Nasdaq (IXIC) e S&P 500 (INX) mostraram altas históricas. 

ANÚNCIO

Os dados internacionais vieram aliviar as baixas do Ibovespa (IBOV) influenciadas pelas tensões no cenário político protagonizado pelo Congresso Nacional e a presidência da república. 

Ibovespa (IBOV) reverte perdas e encerra semana estável
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira os dados do Ibovespa (IBOV) durante semana turbulenta no mercado brasileiro. 

Novos empregos impulsionam Ibovespa (IBOV)

Além do otimismo no exterior, o Ibovespa (IBOV) mostrou recuperação após o Ministério da Economia divulgar que 131.010 novos empregos formais foram criados em julho, segundo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). 

ANÚNCIO

Paulo Guedes, ministro da Economia, afirmou que o desempenho obtido é extraordinário mostrando recuperação no mercado de trabalho, tendo em vista que este dado é o primeiro resultado positivo no setor desde a crise do coronavírus no país. 

Ainda, Guedes informou que os dados do Caged estão dentro do esperado pelo governo que projetou queda econômica inferior à estimada pelo mercado. Também, o ministro completou que a retomada da economia será lenta, porém segura. 

O número de contratações e os dados sobre o consumo têm saído com padrão semelhante. A queda da atividade foi abrupta, retorno da economia é mais lento mas é seguro. O desempenho do Caged é um sinal de que economia pode ter mesmo recuperação em ‘V’”, declarou. 

ANÚNCIO
  • Ibovespa (IBOV) saltou 0,05%, aos 101,521 pontos ;
  • Volume financeiro: 24,07 bilhões de reais;
  • Dólar comercial: alta de 0,95%, a 5,6055 reais (compra) e 5,6068 (venda);
  • Dólar futuro (“after-market”): subiu 0,98%, a 5,612 reais;
  • “Benchmark”: avanço de 0,17%.

Com esse desempenho, o Ibovespa (IBOV) encerrou a semana praticamente zerando as perdas obtidas em outros pregões, indicando oscilação negativa de 0,02%.  

Banco Central controla valorização do Dólar

A cotação do Dólar recuou valorização após o Banco Central intervir no mercado promovendo leilões da moeda americana à vista (contratos de swap cambial). Essas operações somaram mais de 1 bilhão de dólares. 

  • Dólar em agosto: as altas somam 7,44%
  • Dólar no ano: valorização acumulada em 39,72%

Para os especialistas do Bradesco, o câmbio ainda pode mostrar forte volatilidade nas próximas cotações tendo em vista que o assunto sobre teto de gastos ficará em alta até 31 de agosto, data final para o governo encaminhar o projeto orçamentário de 2021 ao Congresso Nacional.

ANÚNCIO