Ibovespa (IBOV) – Alta volatilidade e otimismo do mercado americano

ANÚNCIO

O pregão do Ibovespa (IBOV) desta quinta-feira (27) reporta alta volatilidade com perdas e ganhos impulsionados pelo cenário político nebuloso e otimismo do mercado americano. 

As Bolsas de Valores dos Estados Unidos reagiram positivamente após Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (FED), anunciar que o banco central dos EUA está disposto a deixar inflação atuar acima da meta de 2% por algum tempo. 

ANÚNCIO

De acordo com Powell, será possível manter o patamar projetado sem promover o aumento da inflação a níveis indesejados. A iniciativa divulgada pelo FED trata-se de uma medida para recuperar o setor de emprego do país.

Ibovespa (IBOV) - Alta volatilidade e otimismo do mercado americano
Fonte: (Reprodução/Internet)

Acompanhe os últimos dados do Ibovespa (IBOV) e ações destaques do pregão desta quinta-feira (27).

Cabo de guerra no Ibovespa (IBOV) 

Após operar abaixo dos 100 mil pontos no último pregão, o Ibovespa (IBOV) ensaiou cabo de guerra dividido pelo cenário internacional otimista e pelos impasses na agenda do governo Bolsonaro. 

ANÚNCIO

Apesar do baixo desempenho anterior, o índice apresenta recuperação nos ganhos com avanço de 0,30%, aos 100.933,01 pontos. Como destaques positivos e negativos estão os bancos e a mineradora Vale, respectivamente. 

  • Bradesco (BBDC3; BBDC4): +2,56 ações preferenciais e +3,18% ações ordinárias;
  • Itaú Unibanco (ITUB4): +2,23%;
  • Banco do Brasil (BBAS3): +1,97%;
  • Vale (VALE3): -1,72%.

Os ativos das empresas quando somados representam 14,84% do índice da Bolsa de Valores.

  • Dólar comercial: queda de 0,61%, a R$5,576 (compra) e R$ 5,578 (venda);
  • Dólar futuro (setembro): recuo de 0,94%, a R$ 5,558.

Investidores de olho em Guedes 

Enquanto o exterior comemora a medida do banco central americano, no Brasil os investidores seguem de olho em Guedes com preocupação sobre sua possível saída do governo

ANÚNCIO

Nas últimas semanas, o ministro da Economia e o presidente da república protagonizaram impasses sobre agenda de programas sociais e econômicos do país. Com a suspensão da proposta do Renda Brasil por Bolsonaro, as incertezas aumentaram. 

Em meio aos rumores de tensão, o Ministério publicou nota afirmando que o atual ministro não tem intenção de deixar o posto. Enfim, especula-se que o novo formato do Renda seja elaborado até o fim desta semana. 

ANÚNCIO