General Motors (GM) investe mais de US$ 2 bilhões em veículos elétricos

ANÚNCIO

A General Motors (GM) comunicou que irá realizar aplicação de US$ 2,2 bilhões em suas operações de manufatura nos Estados Unidos, principalmente para aumentar a produção de veículos elétricos.

O investimento vai de encontro ao plano da empresa de expandir a atuação da visão triplo zero, criada pela CEO Mary Barra, zero acidentes, zero emissões e zero congestionamento.

ANÚNCIO

Desde março de 2019, a General Motors (GM) se comprometeu em aplicar mais de US$ 4,5 bilhões em três locais de fabricação dos EUA visando a produção dos automóveis elétricos.

General Motors (GM) investe mais de US$ 2 bilhões em veículos elétricos
Fonte: (Reprodução/Internet)

GM planeja lançar novos automóveis elétricos até 2023

Antes da divulgação do balanço, a General Motors (GM) informou que planeja lançar pelo menos 20 novos veículos elétricos para o mundo todo até 2023, incluindo o próximo GMC Hummer EV, que será revelado na noite desta terça-feira (20).

“Estamos comprometidos em investir nos EUA, em nossos funcionários e em nossas comunidades. Esses investimentos ressaltam o sucesso de nossos veículos hoje e nossa visão de um futuro totalmente elétrico”, disse Mary Barra’s.

ANÚNCIO

Aproximadamente, US$ 2 bilhões do montante total dos investimentos irão para uma fábrica em Spring Hill, Tennessee, para a produção de futuros veículos elétricos, incluindo o Cadillac Lyriq recentemente anunciado.

Montadora investe US$ 53,3 milhões em fábricas

Separadamente da produção de veículos elétricos, a GM também anunciou novos investimentos de cerca de US$ 53,3 milhões em quatro fábricas para aumentar a produção de suas picapes pesadas, veículos de teste Cruise.

Leia mais: Elon Musk prevê produção de 500 mil veículos em 2020.

ANÚNCIO

O pronunciamento da marca foi relacionado à eleição presidencial que ocorrerá em novembro. No entanto, Jeannine Ginivan, porta-voz da empresa, rebateu as afirmações negando qualquer ligação política.

Traduzido e adaptado pela Equipe Folha Capital.

Fonte: CNBC News

ANÚNCIO