Fundos de criptomoedas saltam até 85% no primeiro semestre

ANÚNCIO

Os investimentos em moedas digitais eram considerados praticamente inatingíveis pelas oscilações do mercado financeiro, entretanto, o mês de março provou o contrário. O período de maior paralisação da economia mundial refletiu também nesses ativos.

Porém, quando comparado às demais aplicações, a recuperação deste setor foi mais rápida. Em abril, se mostrou como uma das formas mais rentáveis em meio à crise prova disso foi a valorização de 27% Bitcoin (BTCUSD) apenas no primeiro semestre.

ANÚNCIO

Apesar do principal dinheiro virtual ter operado em alta, os fundos de criptomoedas ultrapassaram esses ganhos, com crescimento de até 85%. De acordo com o jornalista especializado em finanças Rodrigo Tolotti, existiram fatores determinantes para este resultado.

Fundos de criptomoedas saltam até 85% no primeiro semestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

Saiba mais informações sobre o desempenho dos fundos de moedas digitais no primeiro semestre de 2020.

Ganhos superiores aos do Bitcoin

Quando o assunto é dinheiro virtual, o público de investidores normalmente optam pelo Bitcoin (BTCUSD), que hoje é um dos ativos virtuais com mais rentabilidade no mercado. Nos seis primeiros meses do ano, ele obteve um aumento de 27% nos ganhos, operando como uma das aplicações que mais registrou lucros durante a pandemia.

ANÚNCIO

Porém, neste período, ele não foi a opção mais rentável. O fundo brasileiro de criptomoedas  apresentou lucratividade ainda maior, com valorização que chegou até 85%. Este índice chama a atenção de investidores conservadores que possuem medo de aplicar capital nesses ativos.

Essa espécie de operação oferece menos risco ao portfólio de aplicações, já que se trata de um ativo de renda fixa. Por outro lado, pode entregar menos retorno financeiro que outros opções digitais de renda variável.

Exposição ao mercado financeiro digital

De acordo com o colunista de finanças do InfoMoney, Rodrigo Tolotti, os fundos de moedas digitais apresentaram variações nos ganhos, com a porcentagem mínima de 8%, podendo chegar ao patamar máximo de 85%.

ANÚNCIO

Fundos de criptomoedas saltam até 85% no primeiro semestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

Para ele, este resultado irás depender da exposição do ativo ao mercado e qual é a composição da carteira de aplicações voltada para ativos digitais. Normalmente, quanto maior for a abertura da aplicação, maior será a rentabilidade.

Exemplo disso é que os fundos com 20% de exposição aos investimentos digitais tiveram lucros que chegaram a 14,02%, ficando à frente de diversas ações indicadas na Ibovespa, que registrou recuou de 17,8%, segundo o Investing.com.

Esta espécie de fundo cauteloso ficou atrás apenas do Bitcoin (BTCUSD), que obteve ganhos de 17,8% nos primeiro semestre. Já o ativo digital de renda fixa com 40% aberto às criptomoedas, registrou 27,38% de valorização, conforme apontado pelo especialista.

ANÚNCIO