E-commerce Enjoei faz pedido de registro para IPO

ANÚNCIO

Na última segunda-feira (1), a empresa Enjoei apresentou junto à Comissão de Valores Imobiliários (CVM) pedido de registro para oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês).

A abertura de capital da companhia de e-commerce fundada por Ana Luiza McLaren e Tiê Lima será coordenada pelas instituições J.P Morgan, UBS, XP Investimentos, BTG Pactual e Bradesco BBI. 

ANÚNCIO

A transação envolve tanto ofertas primária e secundária de ações, porém os nomes dos acionistas que colocaram suas participações à venda não foram divulgados pela empresa. 

E-commerce Enjoei faz pedido de registro para IPO
Fonte: (Reprodução/Internet)

Saiba mais informações sobre a estreia da Enjoei no mercado de ações. 

Enjoei visa ampliar oferta de produtos 

No documento para IPO apresentado à CVM, a Enjoei não mencionou o destino dos recursos que serão levantados na emissão de novas ações, mas deixou indícios de que a captação irá promover a expansão de produtos da marca. 

ANÚNCIO

Nos últimos anos, a empresa vem trabalhando sua atuação no mercado. Em 2013, por exemplo, a companhia recebeu investimentos da gestora brasileira de venture capital. Já em 2014, o fundo estadunidense Bessemer Venture Partner também aplicou capital na marca.

Enquanto a empresa caminha para ter ações na B3 (B3SA3), a Enjoei pretende entrar no mercado norte-americano. Segundo fontes do Sunoresearch, a princípio os papéis seriam listados na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) e apenas para investidores que moram nos Estados Unidos.

“Brechó online” cresce em vendas 

A Enjoei, popularmente conhecida como “Brechó online”, informou em documento que obteve avanço nas vendas totais, reportando volume de 112,6 milhões de reais no segundo trimestre. O resultado é mais expressivo do que registrado em 2019, 60,4 milhões.

ANÚNCIO

O desempenho da marca foi diferente do apresentado por outras empresas do segmento online e que recentemente apresentaram IPO fora do país. O Airbnb, por exemplo, chegou a desligar 25% dos funcionários devido à pandemia.

  • Receita: saltou de 17,3 milhões de reais para 29,6 milhões.

Quanto ao número de clientes do site, a empresa indicou um total de 141 mil novos usuários, contra 48 mil no mesmo período do ano passado. Neste quantitativo, também foi considerado os clientes da carteira digital da marca, o EnjuBank.

ANÚNCIO