EasyJet (EZJ) prevê prejuízo anual superior a US$ 1 bilhão

ANÚNCIO

A companhia aérea britânica EasyJet (EZJ) informou que seu primeiro prejuízo anual pode chegar a US$ 1,1 bilhão, tendo em vista que com a pandemia a empresa irá operar em apenas 25% da capacidade planejada.

Com o volume de voos em níveis baixos, a maioria das companhias aéreas europeias, assim como outras empresas do setor de aviação ao redor do mundo, estão perdendo lucros durante a crise do coronavírus.

ANÚNCIO

Segundo relatos da mídia britânica, a companhia aérea sinalizou ao governo que pode precisar de mais apoio financeiro. Com a pandemia, a empresa já recebeu milhões em empréstimos do Estado.

EasyJet (EZJ) prevê prejuízo anual superior a US$ 1 bilhão
Fonte: (Reprodução/Internet)

EasyJet (EZJ) reporta prejuízo acima da projeção dos especialistas

Conforme dados da Refinitiv, a EasyJet (EZJ) estimou prejuízo anual entre 815 a 845 milhões de libras, número superior à projeção de 794 milhões dos especialistas. 

  • Este é o primeiro déficit anual da empresa fundada em 1995.

A EasyJet (EZJ) afirmou que as atuais restrições às viagens significam que irá trabalhar com apenas 25% da capacidade projetada para o resto de 2020, atrás da rival Ryanair (RYA), que pretende atingir 40% em outubro.

ANÚNCIO

Em meio à divulgação do prejuízo, o CEO Johan Lundgren pediu ao governo britânico Grã-Bretanha para que avance com um pacote de estímulos para ajudar as companhias aéreas.

Companhia acumula empréstimo bilionário junto ao governo

Para sobreviver à pandemia, que atingiu em cheio a indústria aérea, a EasyJet (EZJ) percebeu um empréstimo de 600 milhões de libras do governo, além de cortar 4.500 empregos. 

A companhia também captou 608 milhões de libras com a venda de aviões e 419 milhões em transações com os acionistas. 

ANÚNCIO

“A EasyJet continuará revisando sua posição de liquidez regularmente e continuará avaliando novas oportunidades de financiamento, incluindo venda e lease back, caso seja necessário”, declarou a empresa. 

ANÚNCIO