Dow Jones (DIJ) sobe com reviravolta das ações de tecnologia

ANÚNCIO

O índice americano Dow Jones (DIJ) vem indicando recuperação impulsionado pela reviravolta no desempenho das ações de tecnologia da Nasdaq que sofreu forte correção nos Estados Unidos. 

Para Adam Crisafuli, executivo da Vital Knowledge, a alta é resultado da retomada das condições de sobrevenda das empresas. Mas, o profissional alertou que o desempenho não deve gerar uma recuperação em “V”. 

ANÚNCIO

Logo, os especialistas acreditam que os investimentos em ativos das empresas deste segmento não poderão oferecer aplicações sólidas com o cenário de incertezas girando em torno deste mercado. 

Dow Jones (DIJ) sobe com reviravolta das ações de tecnologia
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja o atual desempenho do mercado norte-americano. 

Dow Jones (DIJ) avança mais de 2%

  • Dow Jones (DIJ): subiu 2,44%, aos 24.148,01 pontos;
  • S&P 500 (INX): alta de 2,50%;
  • Nasdaq (XIC): avanço de 2,3%

O resultado da Dow Jones (DIJ) foi impulsionado pela Nasdaq (IXIC) que indicou alta das ações das empresas de tecnologia que mostraram recuperação após forte ajuste em um dos principais índices do mercado dos EUA. 

ANÚNCIO
  • Amazon (AMZN): +4,78%;
  • Microsoft (MSFT): +4,82%;
  • Google (GOOGL): +0,60%;
  • Facebook (FB): +0,89%

Os índices americanos reverteram perda histórica registrada na semana passada, período que o Dow Jones (DIJ) caiu mais de 800 pontos enquanto Nasdaq (XIC) e S&P 500 (INX) recuaram 3% e 5%, respectivamente. 

Tesla (TSLA)e Apple (AAPL) revertem perdas na Nasdaq (IXIC)

As ações da Tesla (TSLA) chegaram a bater mais de 7%, após protagonizar o pior desempenho no mercado. Apesar de registrar uma das maiores altas no índice americano, a empresa ainda não reverteu totalmente a baixa de 21% do pregão anterior. 

No mesmo caminho, a Apple (AAPL), que chegou a cair 14% durante três dias consecutivos, registra alta de 4,35%. Apesar do bom desempenho das marcas, a Nasdaq (IXIC) indicou recuo de ativos das empresas Lululemon (LULU), queda de 9,38%, e Slack (WORK) com desvalorização de mais de 15%.

ANÚNCIO
ANÚNCIO