CVM libera negociação dos BDRs para investidores de varejo

ANÚNCIO

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) comunicou que a partir desta quinta-feira (22), os pequenos investidores estarão aptos a negociar BDRs (Brazilian Depositary Receipts) na B3 (B3SA3). Logo, este público poderá investir em ações de empresas do exterior negociadas no mercado nacional e em ETFs.

A novidade permite que os investidores comuns invistam em companhias de capital aberto fora do país, como Tesla (TSLA34), Google (GOGL34), Amazon (AMZO34), Netflix (NFLX34) e outras. Agora, será possível ter acesso aos papéis sem precisar abrir conta em corretoras internacionais.

ANÚNCIO

Antes da edição nos regulamentos da comissão, apenas gestores com mais de R$ 1 milhão de investimentos, conhecidos como investidores qualificados, poderiam acessar a este recurso do mercado financeiro.

CVM libera negociação dos BDRs para investidores de varejo
Fonte: (Reprodução/Internet)

Pequenos investidores terão acesso aos BDRs da NYSE e do Nasdaq

Segundo a B3 (B3SA3), os pequenos investidores terão acesso apenas aos BDRs não patrocinados e de mercados reconhecidos. A princípio, a Bolsa paulista classificou como sendo desta categoria a Bolsa de Nova York (NYSE) e o Nasdaq Stock Exchange, mas posteriormente outros mercados serão avaliados.

Em comunicado, a B3 (B3SA3) declarou que a expectativa é que a iniciativa fomente o mercado brasileiro e aumente a variedade de produtos ofertados ao público, incluindo investidores de varejo. Para isto, conforme a instituição é necessário uma constante diversificação de portfólio de ativos do exterior.

ANÚNCIO

Ativos do exterior chamam atenção do público brasileiro

A facilitação do investimento em BDRs era uma solicitação antiga de instituições do país, principalmente após companhias brasileiras como Stone (STNE) e PagSeguro (PAGS) realizarem oferta pública inicial no mercado norte-americano o que evidenciou ainda mais os ativos internacionais.

Leia mais: Pequenos investidores poderão adquirir ações do exterior, segundo CVM.

Em agosto a CVM alterou as normas dos títulos para esta aplicação, no entanto, naquele mês a B3 (B3SA3) requereu tempo hábil para editar regulamento próprio para as negociações.

ANÚNCIO
ANÚNCIO