CVM identifica falhas em registros de candidatas à Bolsa de Valores

ANÚNCIO

Nessa semana, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) fez um comunicado alertando o público sobre a ocorrência de solicitações má elaboradas de registros de empresas de capital aberto.

Por meio desta identificação, a comissão afirmou que as falhas podem indicar que as companhias brasileiras não estão tomando os devidos cuidados no processo de inserção na Bolsa de Valores.

ANÚNCIO

Segundo dados da CVM, existem 29 empresas na fila de espera e todas elas não estão em fase de Oferta Pública Inicial (IPO), ou seja, ainda não estão listadas na B3.

CVM identifica falhas em registros de candidatas à Bolsa de Valores
Fonte: (Reprodução/Internet) 

Entenda quais são os erros vêm sendo cometidos pelas companhias.

Falhas detectadas pela comissão

Os erros constantes nos pedidos de registro de companhias abertas podem ser detectados rapidamente antes de protocolar os documentos. Com essa celeridade na análise, é possível evitar o retardamento do processo de IPO, como declarou a CVM.

ANÚNCIO

“Temos percebido diversas falhas no protocolo dos documentos encaminhados para o processo de registro de companhias abertas”, afirmou a comissão em diálogo com profissionais envolvidos na revisão do procedimento.

As falhas encontradas são em:

  • Documentos redigidos em outra língua e traduzidas para o português sem juramentação
  • Relatórios financeiros com explicações referentes a outros períodos que não constam nos balanços

Segundo a comissão, enquanto os documentos apresentados não atenderem às exigências necessárias para serem protocolados, a contagem do prazo para a avaliação do pedido não começará a correr.

ANÚNCIO

Queda da Taxa Selic motiva mercado de ações

Com os sucessivos cortes da Taxa Selic, as companhias têm visto o mercado de ações como uma estratégia para captação de investimentos, já que opções de renda fixa estão menos atrativas até mesmo para os investidores de perfil conservador.

Apesar do coronavírus e seus impactos na economia, muitas empresas retomaram o processo para serem listadas na Bolsa de Valores ou iniciaram essa jornada. Caso todas as marcas concluam as operações, o ano de 2020 a temporada de maior fluxo na B3.

ANÚNCIO