Cultura da siesta é adotada em empresas no Brasil e no exterior

ANÚNCIO

Que uma boa noite de sono influencia diretamente na nossa disposição durante o dia seguinte, todo mundo sabe. Mas, o que poucos sabem, é que o descanso, geralmente após o almoço, também tem impacto direto na nossa produtividade, podendo aumentá-la ainda mais. Essa prática é chamada de “siesta” e vem dominando o meio corporativo, tanto no Brasil quanto no exterior.

O hábito, também conhecido como sesta, ou famoso cochilo, vem sendo adotado gradativamente nas empresas brasileiras. Muitas ainda possuem o receio de deixarem seus funcionários descansarem pois acham que ficarão mais ociosos quando acordarem, porém isso vem mudando com o sucesso que a prática está tendo internacionalmente e já é uma realidade por aqui.

ANÚNCIO

É de suma importância estarmos descansados para conseguirmos realizar todos os compromissos do dia, mas em um cenário onde nossa rotina está cada vez mais insana e intensa, fica difícil acharmos tempo suficiente. Sabendo disso, o resto do horário de almoço é uma ótima alternativa para descansar.

Cultura da siesta é adotada em empresas no Brasil e no exterior
Fonte:(Reprodução/Internet)

 

Confira abaixo mais informações e dicas sobre essa técnica:

ANÚNCIO

A siesta

Tendo sua origem nos países europeus, a ação de dormir depois de uma refeição não é totalmente estranha para os brasileiros, uma vez que esse hábito pode até ser considerado normal. Possivelmente, só pelo nome muitos não irão saber explicar o que é, mas basta dizer sua definição que logo haverá uma familiaridade.  

De acordo com a Wikipedia, a palavra vem do latim e significa “sexta”. Isso porque os romanos tinham o hábito de descansar na sexta hora de luz do dia e, conforme o tempo foi passando, esse hábito foi sendo tido como uma tradição.

A prática não significa necessariamente dormir, e sim descansar por no máximo até 30 minutos. É importante respeitar o tempo limite, para não ocorrer o risco de você acordar mais cansado ainda, por não ter completado um ciclo de sono inteiro.

ANÚNCIO

Sono e Produtividade

Além da produtividade, o descanso também pode afetar na nossa saúde. Nossas horas de sono são definidas por meio de 5 ciclos que, ao todo e completos, nos proporcionam um descanso muito efetivo. Para que todos sejam completados é necessário muito tempo, por isso são feitos apenas a noite. 

O tempo de descanso da siesta se trata da primeira fase dos ciclos de sono, por isso que não devemos prolongar o limite dela (30 minutos), para você não entrar no segundo ciclo e depois ter que acordar no meio dele, sem tê-lo completado. E é exatamente isso que nos gera o cansaço, a sensação de não ter dormido nada.

O hábito no Brasil

Como dito, o hábito vem tomando seu espaço gradativamente em terras brasileiras. As empresas adeptas ao cochilo geralmente oferecem um espaço próprio para descanso no local, o que economiza o tempo de seus funcionários e torna a ida para a o trabalho algo chamativo. 

Para as que ainda não se adequaram a essa prática, há espaços como Spas que oferecem áreas próprias para descanso, com um ambiente destinado exclusivamente à essa prática, o conforto é maior porém é necessário pagar. Em compensação, há a garantia de acordar no tempo certo, sem correr o risco de dormir demais.

Um dos motivos para adotá-la é possuir a garantia de não ter um trabalho mal feito devido à falta de atenção ou disposição por cansaço. É notória a diferença na produção dos seus funcionários, por isso, se torna extremamente vantajoso para a empresa se adaptar a essa cultura.

ANÚNCIO