Consumo de gás natural cai em quase 30% por conta da pandemia

ANÚNCIO

Um dos recursos mais utilizados por empresas e por pessoas no geral é o gás natural canalizado. A procura por este serviço caiu drasticamente em razão da quarentena, devido à suspensão de atividades comerciais.

As companhias que trabalham com o produto tem enfrentado uma alto índice de endividamento. Outras, nem se quer conseguiram permanecer diante da redução significativa da demanda.

ANÚNCIO

Apesar das distribuidoras de gás fazerem parte de estabelecimentos que fornecem serviços essenciais, o seu funcionamento não foi suficiente para impedir os impactos negativos no setor.

gás natural
Fonte:(reprodução/internet)

Consumo de gás natural cai em quase 30% por conta da pandemia. Com a crise, companhias de distribuição de gás solicitam empréstimo bilionário junto ao governo. Veja também como este recurso tem perdido espaço quando o assunto é investimento.

Queda no consumo de gás canalizado

O mês de abril foi marcado como o período em que todas as regiões do país aderiram o isolamento social e que todas as economias estavam estagnadas. Com isso, os piores índices referente à produção e ao consumo de diversos produtos despencaram.

ANÚNCIO

Exemplo disso foi o setor de gás canalizado, de acordo com o site Isto É Dinheiro, a procura por este recurso teve um recuo de 25%, quando comparado ao mesmo período no ano passado.

As áreas que sustentam o crescimento desta produção são: industrial, automotiva, residencial e comercial. A diminuição no consumo destes ramos foi de -32%,45%,14% e -42%, respectivamente.

Segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás, esta queda é a maior há 15 anos. O que preocupa seriamente os estabelecimentos que dependem do bom desempenho na comercialização do gás.

ANÚNCIO

Empresas solicitam linha de crédito

Diante da falta de êxito em enfrentar a crise econômica que se instalou no Brasil, as distribuidoras de gás natural precisaram recorrer aos incentivos fiscais do governo. O empréstimo solicitado chega à casa de bilhões.

Com a baixa no consumo, diversas empresas adquiriram dívidas gigantescas, incluindo consumidores inadimplentes. A falta de pagamento por parte da população interfere nas negociações com as indústrias, transportadores e tributos do governo.

Estes fatores acabam prejudicando financeiramente todo o pessoal que trabalha com fornecimento de gás. De acordo com o MoneyTimes, o representante do Abegás vem tentando negociar com o governo um crédito de 3 bilhões de reais. No entanto, o Ministério de Minas e Energia não “bateu o martelo” a respeito.

Energia renovável X petróleo e gás natural

O setor de produção e distribuição de gás natural possui mais uma preocupação, a possibilidade de redução na exploração deste recurso. Isto se deve à ampliação das energias renováveis no Brasil.

É um investimento que vem crescendo no país, conforme fontes da mídia. O capital aplicado neste setor superou ao investido em gás e petróleo. Em meio à crise, este mercado tem se destacado, ao contrário dos demais citados.

Segundo relatórios apresentados por instituições financeiras, as aplicações em energia limpa corresponde 25%, dos valores empregues ao demais serviços que a energia abarca. A previsão é que a renovável torne o ramo mais investido em 2021.

ANÚNCIO