Cleveland-Cliffs (CLF) fecha acordo de US$ 1,4 bilhão com a ArcelorMittal (ARMT34)

ANÚNCIO

A Cleveland-Cliff (CLF), produtora americana de pelotas de minério de ferro, anunciou que fechou acordo para comprar os ativos da maior siderúrgica mundial ArcelorMittal (ARMT34) por cerca de US$ 1,4 bilhão em ações e dinheiro. 

Com a aquisição, a Cleveland-Cliffs (CLF) será a maior fabricante de aço plano da América do Norte. O negócio vai dar direito à ArcelorMittal (ARMT34) um quarto das ações da produtora de minério de ferro.

ANÚNCIO

Embora ainda não tenham compensado as perdas da semana passada, após o anúncio as ações da ArcelorMittal (ARMT34) dispararam 8,3% no início do pregão de segunda-feira (28).  

Cleveland-Cliffs (CLF) fecha acordo de US$ 1,4 bilhão com a ArcelorMittal (ARMT34)
Fonte: (Reprodução/Internet)

Cleveland-Cliffs (CLF) irá pagar US$ 505 milhões mais ações

De acordo com o comunicado das empresas norte-americanas, do valor total da transação de US$ 1,4 bilhão a Cleveland-Cliffs (CLF) vai pagar à ArcelorMittal (ARMT34) a quantia de US$ 505 milhões em dinheiro e o restante em ativos. 

O valor pago em ações Clevelend-Cliffs (CLF) dará à siderúrgica participação de 16% na companhia, percentual que poderá ser ampliado para 25,5%. O acordo ainda abrange US$ 2 bilhões de encargos, totalizando numa negociação de US$ 3,4 bilhões. 

ANÚNCIO

A ArcelorMittal (ARMT34) afirmou que vai continuar sua atuação no mercado norte-americano por meio das operações no México e no Canadá, através da estrutura de processamento de aço no Alabama. 

Esta aquisição soma às outras transações da Cleveland-Cliffs (CLF) que em março adquiriu a AK Steel, produtora americana de aço, por US$ 3 bilhões.

ArcelorMittal (ARMT34) visa recompra de ações de US$ 500 milhões

Também, a ArcelorMittal (ARMT34) declarou que já ultrapassou sua meta de negociação de US$ 2 bilhões em ações para reduzir sua dívida, o que irá permitir que os acionistas recompra de ações de US$ 500 milhões.

ANÚNCIO

Exemplo disso é que recentemente a companhia concordou em vender participação em seus negócios de transporte marítimo e na siderúrgica brasileira Gerdau (GGBR4).

Atualmente, os negócios da siderúrgica nos EUA têm mais de 18.000 funcionários e 25 instalações, incluindo minas, instalações de produção de aço e operações de acabamento. A marca produziu 12,9 milhões de toneladas de aço em 2019.

ANÚNCIO