Carrefour (CRFB3) cria fundo milionário contra racismo

ANÚNCIO

Nesta semana, o Carrefour (CRFB3) anunciou fundo de R$ 25 milhões para inclusão racial e combate ao racismo. A iniciativa foi tomada depois de dois seguranças de uma de suas unidades em Porto Alegre assassinar homem negro. 

O crime contra João Alberto Silveira Freitas mobilizou protestos em diversas lojas da marca espalhadas por todo o Brasil. Conforme laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP), a vítima faleceu por asfixia. 

ANÚNCIO

A rede internacional de supermercados não deu mais informações sobre a iniciativa voltada para o combate ao racismo. No entanto, segundo a companhia ações para promover a diversidade serão divulgadas. 

Carrefour (CRFB3) cria fundo milionário contra racismo
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: Grupo Big pede registro de oferta pública inicial

Carrefour (CRFB3) fala sobre medidas de inclusão racial 

Na mesma nota sobre o lançamento do fundo milionário, o Carrefour declarou que após o ocorrido em uma de suas lojas está trabalhando para criar treinamentos de times e de liderança voltados às questões raciais. 

ANÚNCIO

Também, a marca anunciou a rescisão do contrato com a Vector, empresa de segurança terceirizada onde os autores do crime Giovane Gaspar da Silva e Magno Braz Borges são empregados. 

Conforme o Carrefour, todo os ganhos da rede no dia 20 de novembro serão destinados aos projetos de inclusão racial no Brasil. As instituições beneficiadas ainda não foram divulgadas. 

Carrefour (CRFB3) cria fundo milionário contra racismo
Fonte: (Reprodução/Internet)

“O Grupo Carrefour Brasil continuará acompanhando os desdobramentos do caso e oferecendo todo suporte para as autoridades locais, e reforça seu compromisso de transparência na divulgação de informações a seus acionistas, investidores e ao mercado em geral”, declarou a empresa. 

ANÚNCIO

Ações têm leve queda no Ibovespa (IBOV) 

Mesmo após as medidas contra o racismo, as ações do Carrefour (CRFB3) ainda mostram desvalorização puxadas pela polêmica envolvendo a marca. Entretanto, o recuo aparece menor no pregão do Ibovespa (IBOV) nesta quarta-feira (25).

  • CRFB3: -0,52%, a R$ 19,10%. 

No começo da semana, a companhia chegou a apresentar queda de 5,3% no mercado sendo o pior desempenho entre as ações do principal índice da Bolsa de valores.

Leia mais: Vale (VALE3), Carrefour e Suzano (SUZB3) são destaques no Ibovespa (IBOV)

ANÚNCIO