Caixa tem lucro reduzido no segundo trimestre

ANÚNCIO

Na última quarta-feira (2), a Caixa Econômica Federal divulgou balanço indicando lucro líquido de 2,558 bilhões de reais no segundo trimestre. Este resultado equivale a uma redução de 39,3% na comparação anual (4,121 bilhões de reais).

Quanto ao lucro do primeiro semestre, o valor foi de 5,6 bilhões de reais reportando também uma queda de 31% quando comparado no mesmo período de 2019 (8,1 bilhões de reais). 

ANÚNCIO

A empresa pública segue o baixo desempenho de outras instituições financeiras como Banco do Brasil (BBAS3), Santander (SANB11), Itaú Unibanco (ITUB4) e Bradesco (BBDC4) que registraram perda de 40% de lucro líquido entre abril e junho. 

Caixa tem lucro reduzido no segundo trimestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

 Confira também quais setores da Caixa tiveram destaque na pandemia.

Pandemia afeta faturamento da Caixa 

Conforme relatório da Caixa, o banco sofreu perda de faturamento entre os meses de abril de junho, período mais rígido da pandemia do coronavírus no país. As afetações vão desde a redução do patrimônio líquido até o aumento de despesas com provisão. 

ANÚNCIO
  • Patrimônio líquido: queda de 12,1;
  • Receitas (tarifas bancárias e prestação de serviços): 5,4 bilhões de reais, recuo de 18,8% na comparação anual;
  • Despesas administrativas: aumento de 5,2%, quando comparado ao registrado no segundo trimestre de 2019;

Assim como Bradesco (BBDC4) que reportou provisão de crédito milionário, a Caixa obteve aumento com este recurso que atua como forma de proteção à inadimplência de clientes em empréstimos. 

  • Despesas com provisão de crédito (2º trimestre): salto de 40%, para 2,8 bilhões de reais;
  • Despesas com provisão de crédito (1º semestre): 4,8 bilhões de reais.

Setor de crédito do banco avança 5,5%

Apesar da redução do lucro, alguns serviços cresceram no segundo trimestre. A Caixa informou que o setor de carteira de crédito teve avanço de 5,5% entre abril e junho, somando 720,1 bilhões de reais impulsionado pelo crescimento de diversas divisões, sobretudo a de crédito rural.

  • Crédito rural: 34,3%;
  • Habitação: 7,2%;
  • Carteira comercial de pessoa jurídica: 6,3%
  • Saneamento e infraestrutura: 2,6%;
  • Crédito comercial de pessoa física: 1,1%.

Conforme a instituição, os valores de crédito somaram 100 bilhões de reais no segundo trimestre, alta de 10,5% quando comparado ao primeiro trimestre deste ano. 

ANÚNCIO

Crédito imobiliário é destaque da Caixa 

Também, a carteira de crédito imobiliário foi destaque no balaço da Caixa. A divisão atingiu a marca de 484,7 bilhões de reais em junho, crescimento de 7,2% nos últimos 12 meses. Deste montante, 182,4 bilhões de reais foram liberados com recursos de poupança e 302,2 bilhões com recursos do FGTS.

De acordo com relatório financeiro, a instituição permanece como líder do segmento de crédito imobiliário do país. 

  • Número de correntistas e poupadores: 128,1 milhões no primeiro semestre de 2020.

Por fim, o índice de inadimplência apresentou queda saindo de 3,14% entre janeiro e março para 2,48% entre abril e junho.

ANÚNCIO