C&A (CEAB3) registra forte prejuízo no segundo trimestre

ANÚNCIO

A C&A Modas (CEAB3) reportou prejuízo de 192 milhões de reais no segundo trimestre de 2020 revertendo lucro de 25,7 milhões de reais obtido em 2019,  conforme relatório financeiro divulgado pela empresa. 

O baixo desempenho foi consequência do impacto do coronavírus, que levou ao fechamento obrigatório de todas as lojas da marca durante a quarentena.  

ANÚNCIO

Apesar do déficit registrado, especialistas da Mirae Asset e Guide Investimentos apostam na recuperação da C&A (CEAB3) tendo em vista que 85% das filiais da marca já foram reabertas. 

C&A (CEAB3) registra forte prejuízo no segundo trimestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira o resultado de uma das maiores redes de lojas de departamento do país. 

Receitas da C&A são atingidas pela Covid-19

Apesar da C&A (CEAB3) ter intensificado sua atuação no e-commerce, a participação maior da empresa é no comércio presencial. Com o fechamento das lojas, em razão da Covid-19 e medidas de isolamento social, as receitas de diversos departamentos despencaram incluindo os serviços financeiros em parceria com Bradescard. 

ANÚNCIO
  • Receita com vestuário: queda de 79,7%;
  • Venda de acessórios e eletrônicos: recuo de 65,7%;
  • Serviços com Bradescard: baixa de 4%, para 16 milhões de reais;

Empresa reduz despesas operacionais

Como forma de equilibrar as perdas nas receitas, a empresa reduziu os gastos por meio de ajustes nos aluguéis, suspensão de contratos de trabalho e redução de jornada laboral, conforme a flexibilização temporária prevista em lei. 

  • Despesas operacionais: redução em 29,2%, para 387,7 milhões de reais.

C&A (CEAB3) reverte lucro Ebitda em prejuízo milionário

Mesmo com a redução das despesas operacionais, o balanço da C&A indicou forte perda do lucro Ebitda (lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização), fechando o segundo trimestre em negativo.

  • Ebitda: prejuízo de 115 milhões de reais, ante lucro de 203,1 milhões em 2019.
  • Margem Ebitda: baixa de 55,7 pontos percentuais, a – 38,7%.

Especialistas apontam valorização das ações C&A (CEAB3) 

De acordo com os analistas do BTG Pactual (BPAC11), as ações da C&A (CEAB3) podem apresentar ganhos nos próximos meses, tendo em vista que a marca está passando por um processo de digitalização de suas operações. 

ANÚNCIO

Com o salto de 356% nas vendas online, os profissionais acreditam que a expansão no marketplace podem resultar em ganhos no mercado financeiro, surpreendendo os investidores. 

ANÚNCIO