Bradesco (BBDC3;BDC4) perde de 40,1% dos lucros, aponta relatório trimestral

ANÚNCIO

Nesta quinta-feira (30), o Bradesco (BBDC3;BDC4) divulgou demonstração financeira dos resultados obtidos no segundo trimestre de 2020. O relatório não foi positivo indicando baixa de 40,1% no lucro sem efeitos extraordinários do banco.

Os dados apontaram lucro contábil de 3,873 bilhões de reais, entre abril e junho, contra 6,462 bilhões obtidos em 2019, o que equivale em perda de 42% deste ganho quando comparado com o ano anterior. 

ANÚNCIO

A recuo no desempenho da instituição também acarretou perda de 11,9% no seu patrimônio líquido, ante a 20,6% na comparação anual. A instituição bancária afirmou que a redução na lucratividade ocorreu em razão da provisão adicional milionária que precisou ser gerada.

Bradesco (BBDC3;BDC4) perde de 40,1% dos lucros, aponta relatório trimestral
Fonte: (Reprodução/Internet)

 

Confira mais informações sobre o segundo maior banco privado do Brasil. 

ANÚNCIO

Aumento de provisões afetou lucro líquido

Entre os meses de janeiro e março, o Bradesco (BBDC3;BDC4) gerou 2,7 milhões em provisões, isto é, orçamento destinado para cobrir gastos previstos. No segundo trimestre, esses custos alcançaram o valor de 8,890 bilhões de reais. 

Essas despesas tiveram aumento de 155%, quando comparadas ao mesmo período de 2019. Já na comparação trimestral a alta foi de 32,5%. Esses valores cresceram significativamente devido às perdas de crédito do banco durante a pandemia. 

O lucro líquido de 3,873 bilhões demonstrado no relatório, ficou abaixo dos estimado pelos analistas do mercado que projetaram ganho de 3,9997 bilhões de reais. Quanto à rentabilidade do patrimônio, o Bradesco (BBDC3;BDC4) teve queda de 11,9% sendo inferior ao registrado pelo Santander (SANB11), 12%.

ANÚNCIO

Margem financeira e carteira de crédito 

Já a margem financeira (recursos captados e aplicados) teve avanço de 15,1% na comparação trimestral, com volume de 16,684 milhões e alta de 15,3% ante à divulgada no segundo trimestre do ano passado. 

A carteira expandida de crédito do banco cresceu 0,9% entre maio e junho e acumula alta de 14,9%, a 66,11 milhões de reais até então. Outro ponto positivo no balancete foi o recuo de 3% no índice de inadimplência superior a noventa dias. 

Bradesco (BBDC3;BDC4) perde de 40,1% dos lucros, aponta relatório trimestral
Fonte: (Reprodução/Internet)

 

Os custos operacionais tiveram redução de 5,5% registrando 11,459 bilhões de reais, enquanto o valor pago pelos clientes pelo os serviços do banco foi 7,9%, a 7,626 bilhões de reais, inferior ao obtido no segundo trimestre de 2019.

Análise dos especialistas do mercado 

O banco norte-americano Morgan Stanley (MSBR34) avalia o desempenho do Bradesco (BBDC3;BDC4), apontado no balancete, como abaixo do estimado. A instituição indicou que o reforço de provisões sugere aumento de inadimplência nos créditos

Segundo o Valor Investe, os analistas do BTG Pactual (BPAC11) afirmaram que a redução do índice de inadimplência para 3% é consequência das renegociações de dívidas ofertadas aos clientes da instituição. Eles acreditam que o aumento de provisões poderá acontecer no segundo semestre. 

O banco estima que esses custos sejam menores nos próximos meses. Até às 15:23, em meio à divulgação das demonstrações financeiras, as ações do Bradesco (BBDC3;BDC4) operavam em queda de 3,05%.

ANÚNCIO