Bolsas mundiais e petróleo caem em alerta ao coronavírus

ANÚNCIO

Quinta-feira (19), as Bolsas mundiais caem pelo terceiro dia consecutivo e o petróleo também recua com Wall Street ensaiando uma abertura mais fraca.

O movimento veio após o aumento das medidas de restrição em alguns países, o que acabou pesando sobre os ânimos do mercado.

ANÚNCIO

Nos pregões anteriores, as notícias positivas sobre potenciais vacinas ajudaram a empurrar os índices do mercado para uma alta recorde.

Bolsas mundiais e petróleo caem em alerta ao coronavírus
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: Bolsas dos EUA voltam em queda após recordes diários

Índices europeus recuam após dia de alta

Ontem, os índices do mercado europeu fecharam em alta sem acompanhar o pessimismo que rondava Wall Street. Entretanto, as Bolsas recuaram quando uma série de países anunciaram disparo na taxas de infecção e restrições mais rígidas.

ANÚNCIO
  • FTSE MIB (FTSEMIB), da Itália: -0,76%,
  • Dax (DAX), Alemanha: -0,96%;
  • FTSE 100 (UKX), de Londres: -0,73%;
  • CAC (PX1), de Paris: -1,21%.

Para Gavin Rochussen, presidente-executivo da gestora de ativos Reino Unido Polar Capital, os mercados provavelmente superaram as notícias sobre vacinas e estão recuando devido ao crescente número de casos da Covid-19.

Leia mais: Grã-Bretanha anuncia compra de 5 milhões de doses da vacina Moderna

Futuros americanos continuam em baixa

No fechamento da sessão anterior, os principais índices das Bolsas norte-americanas ficaram negativas após os EUA ultrapassar 250 mil mortes por coronavírus.

ANÚNCIO
  • Dow Jones (DJI): +1,16%;
  • S&P 500 (INX): +1,16%;
  • Nasdaq (IXIC): +0,82%.

Os dados sobre vacinas são um impulso positivo de médio prazo para a perspectiva econômica global e os investidores estão tentando pesar isso contra a perspectiva de uma iminente estagnação da recuperação europeia e dos EUA“, disse Rodrigo Catril, estrategista de FX sênior da NAB.

Bolsas mundiais e petróleo caem em alerta ao coronavírus
Fonte: (Reprodução/Internet)

Em meio à perspectiva de extensões das atuais medidas de restrição, os preços do petróleo também recuam 0,9% com o cenário   ameaçando a demanda pelo combustível.

Pessimismo chega às Bolsas asiáticas

Notícias semelhantes aparecem no Japão, que registrou um número recorde de casos e um aumento no nível de alerta de pandemia de Tóquio, fizeram o Nikkei (N225) cair 0,4%.

  • Índice Hang Seng (HSI), de Hong Kong: -0,71%;
  • Índice Shanghai Composite (000001), da China: -0,86%;

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: Reuters.

ANÚNCIO