Bolsas globais recuam enquanto as eleições dos EUA pairam sobre o mercado

ANÚNCIO

A recuperação das Bolsas mundiais está perdendo força, à medida que os investidores aguardam os resultados das eleições nos Estados Unidos, que estão próximos a serem anunciados.

A contagem dos votos continua em seis estados. A liderança do presidente Donald Trump diminuiu no importante estado da Pensilvânia e Joe Biden assumiu uma pequena vantagem na Geórgia.

ANÚNCIO

O republicano também lançou recorreu a uma série de ações judiciais nos principais estados do campo de batalha para pedir nova contabilização das cédulas.

Bolsas globais recuam enquanto as eleições dos EUA pairam sobre o mercado
Fonte: (Reprodução/Internet)

Índices futuros recuam em Wall Street

Ontem, o presidente Trump falou publicamente sobre a disputa acirrada pela Casa Branca. Segundo o atual líder do governo, a presidência estava sendo roubada enquanto a contagem de votos mostrava que seu caminho para a vitória estava desaparecendo.

Um dia após o pronunciamento do republicano, os futuros dos EUA passaram a cair drasticamente em Wall Street após fecharem no verde na quinta-feira. Às 8h45 (horário de Brasília), os índices norte-americanos reduziram as perdas.

ANÚNCIO
  • Dow Jones (DIJ): -0,60%.
  • S&P 500 (INX): -0,78%;
  • Nasdaq (IXIC): -1,06%.

Leia mais: Wall Street avança com disputa acirrada pela presidência.

Otimismo do mercado pode diminuir após as eleições

Para Kerry Craig, estrategista do JP Morgan, após a eleição presidencial dos EUA a atenção dos mercados logo se voltará para o número crescente de casos de Covid-19 nos Estados Unidos e para o acordo por novo pacote de estímulo à economia.

Bolsas globais recuam enquanto as eleições dos EUA pairam sobre o mercado
Fonte: (Reprodução/Internet)

Também, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, reiterou seu pedido de mais estímulos do governo alegando que o país terá uma recuperação mais forte com a liberação do apoio fiscal. 

ANÚNCIO

O banco central americano deixou as taxas de juros inalteradas perto de zero e alertou que a crise do coronavírus continua a representar riscos consideráveis para a economia dos EUA no médio prazo.

Bolsas da Ásia e da Europa mostram resultados mistos 

Enquanto isso, as Bolsas da Ásia pendiam para baixa, mas revertem os prejuízos caminhando para o encerramento do pregão. O Japão possui o melhor desempenho da região.

  • Shanghai Composite (000001), da China: -0,24%;
  • Índice Hang Seng (HSI), de Hong Kong: +0,06%;
  • Nikkei (N225), do Japão: +0,91%.

No mercado europeu o quadro geral é de perda, o FTSE 100 (UKX) recua a 0,22% nas primeiras negociações em Londres, com o DAX da Alemanha (DAX) caindo 1,05% e o CAC 40, da França (PX1) em baixa de 0,87%.

Traduzido e adaptado por Equipe Folha Capital.

Fonte: CNN.

ANÚNCIO