Bolsas EUA: Nasdaq (IXIC) e índices têm pior desempenho desde março

ANÚNCIO

Na quinta-feira (3), as Bolsas de Valores dos Estados Unidos recuaram após baterem recorde de ganhos nas últimas semanas. O Nasdaq (IXIC) e os principais índices americanos mostraram o pior desempenho desde março.

Os números negativos foram consequências das discussões no Congresso dos EUA sobre estímulo financeiro, que segue sem previsão de liberação. Há semanas, os investidores aguardam impacientemente pela decisão o que refletiu negativamente no mercado.

ANÚNCIO

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, deu sinais de que a deliberação está longe de ser encerrada após afirmar que republicanos e democratas ainda enfrentam posicionamentos diferentes sobre o estímulo.

Bolsas EUA: Nasdaq (IXIC) e índices têm pior desempenho desde março
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira o desempenho do principal mercado de ações do mundo.

Nasdaq (IXIC) e índices caem com impasses sobre estímulo

Os investidores mostraram-se pessimistas com os impasses sobre o estímulo fiscal e as farpas trocadas entre democratas e republicanos. A expectativa dos gestores era uma injeção de 1 trilhão de dólares na economia americana, o que iria impulsionar significativamente o mercado global.

ANÚNCIO

Com isso, alguns especialistas avaliaram que os estímulos promovidos principalmente pelo Banco Central dos EUA (Federal Reserve) foram os fatores decisivos no desempenho das Bolsas de valores americana até então.

Logo, com a ausência dos investimentos do governo o mercado ainda deve enfrentar ajustes nos próximos pregões.

  • Nasdaq (IXIC): pior desempenho nos EUA com queda de 4,96%, para 11.458 pontos;
  • Índice S&P 500 (INX): recuou de 3,51%, aos 3.455 pontos;
  • Índice Dow Jones (DIJ): baixa de 2,78% para 28.292 pontos, maior recuo desde junho deste ano.

Ações de tecnologia despencam nos EUA

Os piores destaques do último pregão foram as ações de tecnologia das gigantes dos EUA. Apesar do forte recuo, o analista  da Natixis Investment Managers, Esty Dwek, afirmou ao MarketWatch que as empresas tiveram apenas um intervalo saudável no desempenho.

ANÚNCIO

O profissional acredita que as performances das companhias nunca serão estáveis no mercado financeiro. Também, ressaltou que o desempenho das marcas tem sido positivo desde junho, logo não há preocupações com o baixo resultado isolado.

  • Apple (AAPL34): queda de 8,01%
  • Microsoft (MSFT34): recuou 6%
  • Google (GOGL34), Netflix (NFLX34) e Amazon (AMZO34): baixa de 5%

Devido às desvalorizações das empresas, a divisão de tecnologia do índice S&P 500 (INX) encerrou o pregão despencando 5,83%, a maior queda diária desde março e o primeiro recuo em 11 dias.

ANÚNCIO