Bolsas dos EUA voltam em queda após recordes diários

ANÚNCIO

Nesta quarta-feira (18), as Bolsas dos EUA voltam a cair após recente recuperação do mercado que atingiu novos recorde na última semana. 

O recuo em Wall Street veio após o otimismo com a vacina contra o coronavírus perder para o agravamento da pandemia no país, além de novas medidas de restrições. 

ANÚNCIO

Na semana passada, a Pfizer (PFIZ34) divulgou os dados finais de sua vacina com a BioNTech (B1NT34) que resultaram ainda melhores do que os dados iniciais. 

Bolsas dos EUA voltam em queda após recordes diários
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: Bolsas da Europa fecham em alta

Bolsas recuam e ignoram otimismo com vacina

As farmacêuticas americanas Pfizer e BioNTech afirmaram que a vacina foi 95% eficaz na prevenção de Covid-19 e evitou infecções graves no teste. Também, acrescentaram que planejam enviar um pedido de autorização de uso de emergencial dentro de alguns dias.

ANÚNCIO
  • Dow Jones (DJI): -1,01%;
  • S&P 500 (INX): -0,94%;
  • Nasdaq (IXIC): -0,67%.

Nos pregões posteriores ao pronunciamento, os índices do mercado norte-americano e as Bolsas mundiais dispararam. Entretanto, na reta final da sessão, os benchmarks voltaram em queda. 

Conforme Bill Callahan, estrategista de investimento da Schroders, o anúncio da vacina mudou a conversa sobre um retorno ao normal de “se” para “quando”. Este cenário removeu parte da incerteza de longo prazo, o que manteve os investidores cautelosos.

Casos da Covid-19 disparam nos EUA

Ainda assim, os EUA estão lutando contra a piora das infecções por coronavírus. Dados da Johns Hopkins apontam que o país está registrando em média cerca de 157 mil novos casos por dia. 

ANÚNCIO

Esse é outro novo recorde e quase 30% maior do que os níveis de contaminação da semana anterior. Novas medidas de restrição foram adotadas, como por exemplo em Nova York onde as escolas públicas passarão para o ensino remoto.

Fique por dentro: Vacina Pfizer – Governo deve comprar doses após registro

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: CNBC News

ANÚNCIO