Bolsas asiáticas superarão mercados globais em 2021, diz Credit Suisse (C1SU34)

ANÚNCIO

Conforme o Credit Suisse (C1SU34), as Bolsas asiáticas parecem destinadas a superar os mercados globais no próximo ano, já que um superciclo de lucros deve começar em toda a região.

O banco suíço previu 19% nos retornos em dólares dos EUA para o MSCI Ásia, exceto o índice do Japão, entre este mês e o final de 2021, ante 15% do principais mercados do mundo.

ANÚNCIO

Segundo o chefe de estratégia de ações da Ásia-Pacífico do Credit Suisse, Dan Fineman, a Ásia é a maior crescimento global para os analistas.

Bolsas asiáticas superarão mercados globais em 2021, diz Credit Suisse (C1SU34)
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: Mercados Emergentes têm complicações com pandemia

Bolsa asiática: Coreia do Sul é aposta do Credit

Entre os mercados asiáticos, o Credit Suisse declarou que sua grande aposta é o a Coreia do Sul, prevendo um aumento de lucro por ação de 43% em 2021.

ANÚNCIO

Para Fineman, as ações coreanas são mais baratas do que os ativos de outros países do norte da Ásia. Além disso, a Coréia do Sul abriga grandes fabricantes dos chamados chips DRAM, um segmento de tecnologia visada pelo Credit.

“Se você olhar o mercado coreano e a economia coreana, é muito cíclico. Quando você espera uma recuperação econômica global, é um bom momento para estar na Coréia”, disse o especialista.

Crescimento econômico impulsiona ações

Fineman acrescentou que o crescimento no lucro por ação pode ser sustentado por três a cinco anos, pelo menos em toda a região asiática. O movimento será impulsionado pela estabilização do crescimento econômico e pela redução da pressão tributária.

ANÚNCIO
Bolsas asiáticas superarão mercados globais em 2021, diz Credit Suisse (C1SU34)
Fonte: (Reprodução/Internet)

Além disso a melhoria das exportações e a valorização das moedas também apoiarão as ações asiáticas, que ainda são detidas por investidores estrangeiros.

Fique por dentro: Opep+ reduz cortes e aumenta produção de petróleo

Ramo imobiliário é o mais promissor

Em termos setoriais, o favorito do Credit Suisse é o imobiliário em razão dos sinais de recuperação em alguns mercados, especialmente Hong Kong. As compras de propriedades podem receber um impulso com as baixas taxas de juros.

Segundo a empresa, as projeções para os bancos são positivas devido à melhoria do crescimento econômico global. Mas, Fineman afirmou que fechará sua posição com ações de bancos assim que as avaliações alcançarem o mercado mais amplo.

Para o profissional, ainda há muito espaço para os bancos funcionarem, embora tenham apresentado desempenho superior no mês passado.

Leia mais: Financiamento de imóvel – O que saber antes de negociar?

Opções de mercados na Ásia, segundo o banco

  • Hong Kong: segundo o Credit, o mercado possui melhores perspectivas imobiliárias;
  • Cingapura: tem uma forte presença de ações de empresas que atuam no ramo de imóveis e ações de bancos;
  • China: tem fatores favoráveis, como o fortalecimento do yuan chinês, a estabilização das relações comerciais com os EUA sob a presidência de Biden e a recuperação dos investimentos estrangeiros diretos;
  • Tailândia: apresenta a melhor história de reviravolta em potencial, especialmente no segundo semestre de 2021.

Traduzido e adaptado por equipe Folha Capital.

Fonte: CNBC News.

ANÚNCIO