Bolsa de Nova York (NYSE) tem plano de listagem direta aprovado

ANÚNCIO

Na quarta-feira (27), a Securities and Exchange Commission (SEC) emitiu comunicado aprovando pedido da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). A solicitação reside na possibilidade das empresas levantarem capital por meio de listagem direta.

Este formato de oferecer ações ao público é uma alternativa menos cara à Oferta Pública Inicial (IPO). De acordo com a mídia norte-americana, a SEC criou um novo modelo de listagem direta viabilizando as emissões de novas ações.

ANÚNCIO

Antes desta medida, as companhias tinham permissão apenas para fazer listagens diretas secundárias, isto é, quando os acionistas retornam ao mercado para vender novos ativos. 

Bolsa de Nova York (NYSE) tem plano de listagem direta aprovado
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja o que mudou no mercado de ações americano com a medida da SEC. 

NYSE conquista nova forma de vender ações

O pedido feito pela NYSE estimulou uma nova forma de vender ações. Isto porque anteriormente as companhias só podiam usar o processo de listagem direta para vender ativos que já existiam. 

ANÚNCIO

Agora, com a aprovação uma empresa pode comercializar seus antigos papéis e, simultaneamente listar as ações recém-emitidas.

Por meio da listagem direta os acionistas colocam seus ativos na Bolsa de Valores sem a necessidade de contratar bancos para inscrever a transação. Por outro lado, isto  não ocorre nas ofertas públicas iniciais, formato aferido por empresas como a chinesa Xpeng que recentemente fez seu registro nos Estados Unidos.

Conselho se opõe à solicitação

No mês passado, o Conselho de Investidores Institucionais, um grupo de fundos de pensão e outros gestores de dinheiro, chegou a pedir em carta enviada à SEC que a comissão rejeitasse o plano de listagem direta

ANÚNCIO

Segundo o conselho, os investidores teriam menos proteções legais e poderiam correr um risco maior devido ao tamanho insuficiente da oferta e liquidez. Apesar do requerimento, a SEC decidiu pela aprovação agora em agosto.

Listagem da Bolsa de Nova York evita “lockup”

  • Economia nas taxas bancárias;
  • Flexibilização de restrições.

Na listagem direta, os acionistas conseguem evitar o temido “lockup”que é a suspensão do prosseguimento da venda de ativos por um determinado período após o início da oferta, o que não pode ser evitado nas IPOs.  

Além disso, algumas empresas já enxergam outros benefícios da novidade no mercado. A companhia americana de análise de dados Palantir Technologies, afirmou que utilizaria a listagem direta para realizar a abertura de seu capital. 

A aprovação da SEC será vantajosa sobretudo para as startups que no antigo regime podiam até lucrar com a comercialização de suas participações, mas não estavam autorizadas a fazer captação de recursos por meio da listagem. 

Este modelo era viável apenas para as grandes startups, tendo em vista que as demais tinham o intuito de fazer a listagem justamente para levantar capital para suas operações. 

Logo, as empresas que desejarem ser listadas na NYSE poderão em um único dia de negociação transacionar seus papéis do portfólio até então existente e fazer o levantamento de recursos com novos ativos.  

ANÚNCIO