Banco Central divulga queda da projeção do PIB

ANÚNCIO

Nesta segunda-feira (4), o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central apontou baixa no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro para 2021 de 3,49% para 3,40%.

A redução da expectativa veio após avanço na semana passada, quando a projeção foi de -4,40% para -4,36%. Em junho do ano passado essa previsão chegou a ser -6,54% em meio ao aumento dos casos da Covid-19 no país.

ANÚNCIO

Além disso, assim como toda segunda-feira, o BC também divulgou estimativas para os outros principais indicadores da economia brasileira como inflação, Dólar e Taxa Selic. Confira o que o mercado espera para este ano.

Banco Central divulga queda da projeção do PIB
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja também: Criptomoedas ganham impulso com alta do Bitcoin.

BC aponta baixa da Taxa Selic

Além da queda do PIB para 2021, conforme Boletim Focus do BC, o mercado retomou a baixa da Taxa Selic de 3,13% para 3%. A estimativa segue as análises do Comitê de Política Monetária (Copom) que manteve a taxa básica de juros em 2% ao ano no mês passado.

ANÚNCIO

No último pronunciamento sobre a Taxa Selic, o Copom deu a entender que os juros podem subir este ano. Ainda, sinalizou uma possível retirada do “forward guidance”, uma ferramenta de prescrição projetada da economia utilizada pelo BC.

Os analistas do Copom adotaram um discurso mais cauteloso quanto à inflação, mas afirmaram que a elevação dos preços terá um impacto temporário. Entretanto, os especialistas destacaram que seguem acompanhando a evolução da inflação.

Previsões para Inflação e Dólar

Quanto à inflação o mercado estimou uma queda de 3,32%, ante 3,34%, do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2021. No ano passado, a projeção foi de baixa de 4,39% para 4,38%.

ANÚNCIO

Os percentuais ainda estão fora da meta de inflação estipulada pelo Banco Central que era de 4% no ano passado, 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022. Já a cotação Dólar para este ano foi mantida em R$ 5.

Leia mais: 4 dicas de como organizar sua vida financeira para 2021.

ANÚNCIO